COMENTÁRIOS!

  1. Ary 4.05.2013 às 07:50

    Joaquim Barbosa, de maneira sorrateira, se utilizou do evento para fazer uma sustentação oral da AP 470. Chicaneou.

  2. João Gomide 4.05.2013 às 07:12

    Vocês viram quem colheu a entrevista do Saavedra? A Globo! O que a Globo publica e risco nágua valem a mesma coisa. De modo que vamos esperar. O Caifaz Barbosa tá se achando poderoso, mas pelo visto as asinhnas dele já,já serão cortadas. O Caifaz Fux, Gilmar etc e etc.

COMENTÁRIOS SOBRE JB, O DEUS…

Helena/S.André (SP) 4.05.2013 às 09:22

O Barbosão é um b—a mesmo. Só foi pra Costa Rica fazer fofoca para impedir que José Dirceu e os demais condenador recorressem à Corte Interamericana de Direitos Humanos. Lamentável que um presidente de nosso stf (minúscula mesmo) foi suplicar para a CIDH não analisar o processo do mensalão. Que coisa feia, Barbosão! E ele ainda fala em diferença de tratamento na justiça. ..Pois não é ele que está se negando a julgar o mensalão tucano, pois esse caso há provas irrefutáveis de desvio de dinheiro público, com medo do provável envolvimento do Aócio na jogada? E ele vai deixar prescrever o processo, dando total liberdade para o Aócio ser candidato à Presidente em 2014 e o Azeredão, com toda certeza, vai se eleger de novo a deputado federal. Nós merecemos essa triste figura como membro do stf e pior, como seu presidente.

COMENTÁRIOS SOBRE JB, O DEUS…

Catãozinho dos Pinheirais 4.05.2013 às 09:05

Eu não estou entendo o porque de tanto empenho do Joaquim em dificultar aos réus a sua defesa, que é uma coisa natural para qualquer um. Se vai ou não mudar o resultado obtido até agora, isso é irrelevante. O que estamos entendendo é que ele está jogando na defesa do time adversário para não deixar chutar a gol, quando o seu verdadeiro papel seria o de apitar a partida. O nome disso é o que???

BARBOSA (O DEUS) ACHA QUE PODE TUDO…

Amostra Membros do STF (Supremo Tribunal Federal) dizem que só 7 dos 26 recursos do mensalão estão disponíveis para todos –entre eles os de José Dirceu, Simone Vasconcelos, Delúbio Soares e João Paulo Cunha. Os demais estão restritos ao gabinete de Joaquim Barbosa.
Supresa? Ministros temem que o presidente da corte leve os embargos de declaração ao plenário antes de todos tomarem conhecimento do inteiro teor.