Luana Piovani não gostou

Midiacrucis's Blog

“Olhamos a linha do corpo mas somos capazes de ler nas entrelinhas” 

autor Joaquim Ferreira dos Santos

gordinhas-lindasFonte: Lindas mulheres gordas  (ou como diz a mídia “fora do padrão” )

Leia também:   Imagem da Mulher e a Regulação da Mídia 

Luana Piovani leu a crônica da semana passada, um carinho sobre as mulheres que estão fora do padrão da beleza em cartaz. Não gostou. Criticou a sugestão do colunista para que o programa “Superbonita”, do qual é apresentadora, fizesse, na contramão do poema “Receita de Mulher”, de Vinicius de Moraes — aquele da beleza é fundamental —, um especial pacificador sobre a bobagem de se reprimir uns centímetros a mais nos culotes e outras aflições daquelas que o mundo tacha como feias. Luana Piovani respondeu pelo seu tambor preferido, o twitter:

“Sugestão declinada. Teremos sim programa para como se livrar deles. Precisamos de audiência e ninguém vai…

Ver o post original 726 mais palavras

Secretário usou estrutura da prefeitura para campanha e disse que “povo tem que se f…”

bloglimpinhoecheiroso

Lido no Contexto Livre

O ex-secretário municipal de Obras de Blumenau Alexandre Brollo utilizou a estrutura da pasta e as prerrogativas do cargo para fazer campanha eleitoral para o candidato a vereador Fábio Fiedler (PSD), segundo investigação do Ministério Público Estadual (MPE), em Santa Catarina.

Brollo foi o coordenador da campanha de Fiedler, que se reelegeu com 5.542 votos, o segundo melhor desempenho dos candidatos a vereador do município. Escutas feitas pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) de Itajaí – subordinado ao MPE –, com autorização judicial, mostram que a participação dele na campanha começou antes mesmo do seu afastamento do cargo para por 80 dias, para concorrer nas eleições, iniciado em 13 de julho de 2012.

As investigações apontam que, em diversas ocasiões, Brollo saiu em horário de serviço para visitar eleitores ao lado de Fiedler, além de utilizar o celular funcional principalmente para…

Ver o post original 742 mais palavras

“Quem legisla não aplica a lei; quem aplica a lei não legisla”, diz Pedro Serrano

bloglimpinhoecheiroso

Sandra O. Monteiro, via Jornal GGN

Tanto o Poder Legislativo, como o Poder Executivo estão equivocados ao tentar invadir a competência um do outro, na opinião do professor de Direito Constitucional da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), Pedro Serrano.

Ele considera grave a liminar que paralisou o projeto de lei que versa sobre a criação de novos partidos. Para Serrano, se é um projeto de lei, não há lei, ou seja, não como o STF controlar a constitucionalidade de algo que ainda está em discussão política.

Quanto à Proposta de Emenda à Constituição número 33, o professor é taxativo ao afirmar que ela é inconstitucional. Ela “altera profundamente a Constituição e fere a divisão dos poderes”.

Abaixo, a íntegra da entrevista do professor Pedro Serrano ao Jornal GGN.

Como o senhor enxerga a crise que o Legislativo e o Judiciário vivenciam hoje?

A meu ver ambos [Legislativo…

Ver o post original 779 mais palavras

Petistas defendem projeto do Executivo que destina 100% dos royalties para a educação

Imagem Interna

 

 

A Câmara dos Deputados já recebeu o Projeto de Lei do Executivo (PL 5.500/13) que destina exclusivamente para a educação os recursos provenientes dos royalties e das participações especiais do petróleo e da exploração do pré-sal. A medida foi anunciada na última quarta-feira (1º) pela presidenta Dilma Rousseff, em pronunciamento oficial em cadeia de rádio e TV pela comemoração do Dia do Trabalhador. Os deputados petistas Carlos Zarattini (SP), Fátima Bezerra (RN) e Newton Lima (SP) elogiaram o projeto.

Segundo o projeto do Executivo, deverão ser aplicadas na educação todas as receitas da União, estados, Distrito Federal e dos municípios, relativas aos royalties e da participação especial dos contratos celebrados a partir de três de dezembro de 2012, seja dos regimes de concessão ou de partilha da produção. A educação também receberá a metade dos recursos resultantes do retorno sobre o capital do Fundo Social do pré-Sal (Lei…

Ver o post original 276 mais palavras