Fotógrafo exibe fotos íntimas dos vizinhos sem autorização

REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Fotógrafo exibe fotos íntimas dos vizinhos sem autorização
Fotografia © Arne Svenson/Julie Saul Gallery, New York

Um homem que fotografou secretamente os vizinhos, na privacidade das suas casas e sem o seu conhecimento, colocou as imagens à venda numa galeria de Nova Iorque. Os visados querem agora levá-lo tribunal.

Os inquilinos do luxuoso bloco de apartamentos de Manhattan, Greenwich Street, ficaram indignados após descobrirem que um vizinho de um prédio próximo os fotografava secretamente na intimidade das suas próprias casas e depois exibia e vendia as imagens. Segundo o jornal britânico ‘Daily Mail’, Arne Svenson, de 60 anos, admitiu que fotografava os vizinhos sem o seu conhecimento a partir da janela de sua casa mas afirma que não fez nada de errado. Embora para o fotógrafo tenha havido o cuidado de não revelar as caras das pessoas nas fotos, no entanto, as imagens mostram os vizinhos em atividades privadas como a fazer limpezas, a dormir, a ver televisão…

Ver o post original 88 mais palavras

Polícia Federal vai investigar boato sobre suspensão do Bolsa Família

Diálogos Políticos

O ministro da Justiça,José Eduardo Cardozo, determinou que a Polícia Federal abra inquérito para apurar a origem do boato sobre a suspensão doPrograma Bolsa Família. A informação é do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

A informação falsa de que só seria possível sacar o benefício até ontem ,18, levou muitas pessoas às agências da Caixa Econômica Federal e dos Correios. A Presidência da República detectou a informação em estados como a Paraíba, o Amazonas, o Maranhão e o Rio de Janeiro. O boato se espalhou pelas redes sociais e há beneficiários perguntando se o Bolsa Família será suspenso ou cancelado.

A Caixa Econômica Federal e o MDS divulgaram notas negando qualquer mudança no calendário de pagamento e reafirmando a manutenção das regras do programa.

“O Ministério do Desenvolvimento Social informa que não há qualquer veracidade nos boatos relativos à suspensão ou interrupção dos pagamentos do Programa Bolsa…

Ver o post original 80 mais palavras

Constitucionalismo ecológico en América Latina

Leonardo Boff

Las constituciones modernas se fundan sobre el contrato social de cuño antropocéntrico. No incluyen el contrato natural que es el acuerdo y la reciprocidad que deben existir entre los seres humanos y la Tierra viva que nos da todo y a la que nosotros en retribución cuidamos y preservamos. En razón de eso sería natural reconocer que ella y los seres que la componen son portadores de derechos. Los contractualistas clásicos como Kant y Hobbes restringían, sin embargo, la ética y el derecho solo a las relaciones entre los humanos. Solamente se admitían obligaciones humanas para con los demás seres, especialmente los animales, en el sentido de no destruirlos o someterlos a sufrimientos y crueldades innecesarias.

No considerar que cada ser posee un valor intrínseco, independiente de su uso humano, uso racional, y que es portador del derecho de existir dentro del mismo hábitat común, el planeta Tierra, abrió el…

Ver o post original 672 mais palavras

Apalpado em revista íntima, funcionário do Carrefour é indenizado em R$ 10 mil

Diálogos Políticos

O Carrefour terá de indenizar em R$ 10 mil um de seus funcionários que eram apalpados, em frente a outros empregados, durante revista de rotina. Para a Justiça do Trabalho, a prática é considerada “inaceitável”, assim como colocar câmeras nos banheiros e vestiários.

De acordo com testemunhas, os funcionários da unidade – localizada no Estado de São Paulo – eram revistados ao fim do expediente. As bolsas e mochilas eram esvaziadas. Além disso, um fiscal ou uma fiscal, de acordo com o sexo do empregado, fazia uma revista por apalpamento, em frente aos demais empregados.

A decisão, tomada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), do Estado de São Paulo, foi mantida na última terça-feira (14) pela 1ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que recusou a apelação do Carrefour. 

O relator da ação no TST, ministro Lelio Bentes Corrêa, argumentou que a prática da revista íntima com…

Ver o post original 72 mais palavras