ESCOLHA DE BARROSO FOI GOLPE DE MESTRE DE DILMA

ESCOLHA DE BARROSO FOI GOLPE DE MESTRE DE DILMA

:

 

Novo ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, irá contribuir para a reparação dos erros da Ação Penal 470 e não poderá ser criticado pelos meios de comunicação, que lhe dão apoio; análise é do jornalista Paulo Nogueira, ex-diretor da Abril e da Globo, e hoje à frente do Diário do Centro do Mundo; ele aposta que José Dirceu não precisa mais se preocupar com o risco de prisão

 

25 DE MAIO DE 2013 ÀS 20:40

 

247 – Com um movimento acertado, a presidente Dilma Rousseff conseguiu resolver um grande problema, que seria a eventual prisão de réus como José Dirceu, sem se indispor com os meios de meios de comunicação.

Jurista de reputação inatacável, Luís Roberto Barroso deve contribuir para a reparação dos erros da primeira fase da Ação Penal 470 – e não poderá ser criticado pela grande mídia, que lhe dá apoio. A análise é do jornalista Paulo Nogueira, ex-diretor da Abril e da Globo, que hoje comanda o indispensável Diário do Centro do Mundo. Leia abaixo:

Por que Dilma ficou com Barroso

Ela resolveu o problema do mensalão sem se indispor com a Globo, que gosta do novo ministro

Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo

O que você faz para resolver um problema e não criar outro?

Bem, no caso do STF, você nomeia Luís Roberto Barroso.

Barroso resolve o problema do mensalão. Sua chegada ao Supremo muda o cenário no momento fundamental dos recursos.

Desfaz-se o estado de espírito anti-réus que dominou o STF, e que por um momento pareceu que levaria Zé Dirceu à cadeia.

(Quem não se lembra do relato de Mônica Bergamo, na Folha, sobre o dia em que Dirceu fez as malas à espera de que o levassem pela madrugada?)

Joaquim Barbosa, o grande derrotado na nomeação, agora é minoritário.

A segunda etapa do julgamento – aquela, sabemos agora – quase que começa do zero. Dirceu pode desfazer a mala, se já não desfez.

As sentenças extraordinariamente rigososas comandadas por Barbosa, e alinhadas com a mídia, vão sofrer uma enorme redução.

Teses como a Teoria do Domínio do Fato, pela qual você pune sem provas, voltarão ao ostracismo.

Será difícil, como aconteceu, condenar alguém com base em denúncias de jornais e revistas – a maior parte delas sem comprovação.

Barroso trouxe isso a Dilma – a certeza de que ela não terá que aturar a expressão de sarcasmo vitorioso de Barbosa, tão bem expressa no funeral de Niemeyer.

Para os repórteres, Dilma disse que a nomeação nada teve a ver com o mensalão, mas chamo aqui Wellington para comentar: quem acredita nisso acredita em tudo.

É um pastelão, é verdade – mas o final é melhor que o começo, tamanhas as barbaridades dos juízes no mensalão.

Dilma, com Barroso, resolve também um problema, como foi dito acima

Ela poderia enfrentar muitas críticas da mídia com a indicação. Com Barroso, ela neutralizou o maior foco das críticas: as Organizações Globo. Monopolista como a Globo é, você ganha a aprovação dela e o resto está feito no capítulo das relações com a mídia.

Barroso é amigo da Globo. Foi advogado da Abert, a associação que defende os interesses da Globo. Conforme mostrei num artigo anterior, chegou a escrever um artigo em que defendia a reserva de mercado para a Globo. (Os argumentos eram ridículos: até Mao Tsetung era invocado como um risco. Mas o fato é que ele escreveu o artigo e ele foi publicado no Globo.)

Portanto: você não vai ver Jabor, Merval, Ali Kamel, Míriam Leitão ou quem quer que seja na Globo atacando Barroso agora ou, um pouco depois, em suas intervenções no julgamento do recurso.

A família Marinho gosta dele: então seus vassalos também gostam.

São todos papistas, para usar a expressão com que o ex-diretor do Globo Evandro de Andrade se insinuou a Roberto Marinho quando quis o cargo.

Faço o que o senhor mandar, disse Evandro. É o que todos ali fazem, basicamente.

Barroso só não resolve o problema dos brasileiros de ter um Supremo patético – mas nada é perfeito.

The Colorado River, the High Plains aquifer and the entire Western half of the U.S. are rapidly drying up

Add your thoughts here… (optional)

The Extinction Protocol

May 25, 2013COLORADOWhat is life going to look like as our precious water resources become increasingly strained and the western half of the United States becomes bone dry? Scientists tell us that the 20th century was the wettest century in the western half of the country in 1000 years, and now things appear to be reverting to their normal historical patterns. But we have built teeming cities in the desert such as Phoenix and Las Vegas that support millions of people. Cities all over the Southwest continue to grow even as the Colorado River, Lake Mead and the High Plains Aquifer system run dry. So what are we going to do when there isn’t enough water to irrigate our crops or run through our water systems? Already we are seeing some ominous signs that Dust Bowl conditions are starting to return to the region.  In the…

Ver o post original 464 mais palavras

PSDB lança portal para seguir “caravanas” do presidenciável Aécio Neves. Reality show nas baladas?

Blog do @Porra_Serra_

aecio-caravanabalada

 

PSDB lança portal para seguir “caravanas” do presidenciável Aécio Neves
Ou seja, se você quiser ver Aécio Neves ao vivo, curtindo baladas pelo Brasil afora, entre no site do PSDB. Na imagem, alguns roteiros do senador mineiro (ou carioca ?).

http://www.brasil247.com/pt/247/minas247/102621/PSDB-lança-portal-para-seguir-‘caravanas’-de-Aécio-PSDB-lança-portal-seguir-caravanas-Aécio.htm

Ver o post original

MILES DE QUIOSCOS DE PRENSA ECHAN EL CIERRE EN GRECIA

RE-EVOLUCIÓN

Este es el reporte de otra cara de la desgracia económica en Grecia. Son los quiosqueros. Miles de vendedores que son típicos del paisaje de las calles han tenido que ponerle candado a su negocio y cerrarlo para siempre.

Debido a la crisis económica, en Grecia los quioscos cierran uno tras otro. En la capital, de los 5500 quioscos que funcionaban en 2010 hoy permanecen tan solo 3000. Los quiosqueros sostienen que la liberalización de su oficio ha causado graves problemas en su funcionamiento.

Además han aumentado los impuestos y se han reducido dramáticamente las ganancias, con el resultado de verse obligados a echar el cierre a sus quioscos.

Ver o post original

Verdade dá calafrios na Folha e no Globo

Ficha Corrida

25 de Maio de 2013 | 18:18

Postei aí na seção de vídeos a reportagem  veiculada ontem pelo SBT sobre as precauções de segurança tomadas para assegurar a inviolabilidade do túmulo do ex-presidente João Goulart, em São Borja, Rio Grande do Sul.

Tem lógica, pois se aguarda a exumação de seus restos mortais, proposta pela Comissão da Verdade e autorizada pela família, que não acredita estarem plenamente esclarecidas as circunstâncias de sua morte, em dezembro de 1976.

As cartas trocadas naqueles dias entre o general Ernesto Geisel e o recém-ditador argentino – morto esta semana – Jorge Rafael Videla, recém-reveladas, só ampliam as suspeitas.

E as viúvas da ditadura estão em polvorosa com a pretensão da maioria da Comissão da Verdade brasileira representar pela revisão do esdrúxulo julgamento do Supremo que, contrariando os tratados internacionais dos quais o Brasil é signatário, aceita a prescrição dos crimes de Estado cometidos…

Ver o post original 168 mais palavras

Antes de perdoar o carrasco, conte as cabeças roladas

Ficha Corrida

 

Pense em Herzog antes de elogiar o ‘espírito democrático’ de Ruy Mesquita

Paulo Nogueira 24 de maio de 2013 12

Uma homenagem aos brasileiros que não tiveram protetores na hora do pesadelo.

Vladimir Herzog

Morreu sozinho

Li muitas coisas sobre a morte de Ruy Mesquita. A maior parte do que li poderia muito bem não ter lido, essa é a verdade – lugares comuns lacrimosos e sentimentais pouco vinculados à realidade.

De minhas leituras o que mais me incomodou foi o elogio ao “grande democrata” que “salvou seus jornalistas perseguidos”. (Aqui, cabe uma comparação com Roberto Marinho, que se gabava de cuidar, ele mesmo, de “seus comunistas”.)

Bem, é uma colocação amplamente absurda, e ofensiva para aqueles que não estavam sob o guarda-chuva de golpistas como Mesquita e Marinho.

Vamos ao caso célebre, o do jornalista Vladimir Herzog, da TV Cultura, torturado e morto por uma ditadura que provavelmente jamais se…

Ver o post original 332 mais palavras