BRASIL E INGLATERRA

30 May 2013Last updated at 22:43 GMT

Brazil v England suspended over Maracana safety concerns

BRAZIL V ENGLAND

  • Venue: Maracana Stadium
  •  

  • Date: Sunday, 2 June
  •  

  • Kick-off: 20:00 BST

Coverage: Commentary on BBC Radio 5 live and text commentary on BBC Sport website

England’s friendly with Brazil in Rio de Janeiro on Sunday has been suspended over safety concerns at the recently renovated Maracana stadium.

A court order on Thursday ruled that the game cannot go ahead.

Analysis

Image of Gary DuffyGary DuffyExecutive editor, BBC Sao Paulo

The judicial decision suspending the England v Brazil game will be subject to appeal – legal decisions in Brazil are torturous, often challenged. The Brazilian Football Federation says all safety requirements have been met and this information will be sent to the judge showing the suspension is wrong.

But senior officials at the Football Association have told BBC Sport they have received assurances from their Brazilian counterparts that the fixture will be played as scheduled.

The Rio de Janeiro government has appealed against the court’s decision.

“All safety requirements for the friendly between Brazil and England have been complied with and, because of a bureaucratic failure, the appraisal from the public ministry that proves the compliance with the rules on safety at the Maracana have not been sent to Suderj,” the Rio government said in a statement.

Suderj is a division of the Rio de Janeiro state authority which is responsible for administrative issues associated with major sports venues.

The judge who passed the court order, Justice Adriana Costa dos Santos, has made clear that the suspension can be lifted as late as Saturday providing the concerns are addressed.

The iconic 78,000-seat Maracana reopened in April after nearly three years of work updating it for the 2014 World Cup finals.

Maracana stadium

Maracana stadium

First built in 1950 for the World Cup in Brazil, the Maracana was once the largest stadium in the world, holding a crowd of around 200,000.

It has undergone a number of renovations, the most recent of which – to prepare it for the 2014 World Cup finals – has cost more than £320m.

Even though the work was completed four months behind schedule, local newspapersstill reported problems with the venue.

Days before the first test event at the stadium on 27 April – a friendly featuring former Brazil players – seats were still being installed and pavements laid near the venue.

The Jornal do Brasil reported at the time that visitors “needed patience to deal with the many problems” at the venue, arising from the rush to complete it.

It highlighted uneven flooring with small gaps and holes, flooding in the VIP area and a dysfunctional lift, and said some staff had tried to prevent journalists taking pictures of the affected areas.

Rio’s state prosecutors say there are dangerous materials at venue, including rocks, pieces of metal and pavement, and that these could pose a threat to the public.

“The stadium is not yet safe to hold a full house of paying public,” said South American football writer Tim Vickery, who is based in Rio.

“The court decision could be overturned, and there will be immense pressure to overturn it because this is a huge, huge embarrassment to Brazilian authorities with the whole world watching.”

England’s visit is scheduled to be the first major international test of the facility, with the Confederations Cup beginning two weeks later.

Roy Hodgson’s squad have already arrived in Brazil ahead of what is scheduled to be England’s first game at the Maracana since 1984.

 

The US Government Sent Blackwater Veteran To Fight With Rebels In Libya And Syria

Add your thoughts here… (optional)

Global Intelligence News

Posted March 20th, 2012

The former director of the security firm Blackwater aided the Libyan opposition and was subsequently sent to contact Syrian rebels in Turkey at the request of a U.S. Government committee, according to published Stratfor emails and reported by Al-Akhbar English.

Jamie F. Smith, former director of Blackwater, is currently the chief executive of the security firm SCG International.

In an email sent to Stratfor on February 11, 2011, Smith praised the company’s intelligence gathering and said his “background is CIA and our company is comprised of former DOD [i.e. Department of Defense], CIA and former law enforcement personnel. We provide services for those same groups in the form of training, security and information collection.”

Smith became a major source for Stratfor by September as he and Stratfor vice president Fred Burton built a rapport. Smith provided intelligence (under the codename LY700) to Burton on developments in Libya— where  SCG…

Ver o post original 319 mais palavras

Como o “Estadão” fez sumir sua chantagem contra Aécio

bloglimpinhoecheiroso

Aecio_CanudoEduardo Guimarães em seu Blog da Cidadania

Em fevereiro de 2010, uma guerra fratricida foi desencadeada no PSDB. O segundo mandato de Lula chegava ao fim e ele não podia ser candidato à própria sucessão. Os tucanos e a mídia, sua aliada, estavam céticos quanto às possibilidades do “poste” que achavam que Dilma era e, assim, acreditavam que, fosse quem fosse o candidato deles, seria eleito.

Dois pré-candidatos disputavam a indicação do PSDB para a “barbada” eleitoral que a direita brasileira acreditava que se avizinhava: derrotar uma mulher sem o carisma de Lula e que jamais disputara uma eleição na vida. José Serra e Aécio Neves, então, digladiavam-se pela primazia de enfrentar Dilma.

A imprensa atucanada de São Paulo e do Rio de Janeiro (leia-se Folha de S.Paulo, O Estado de S.Paulo e O Globo) estava muito irritada com Aécio. Apesar de esses veículos e o PSDB acreditarem…

Ver o post original 648 mais palavras

Dark Chocolate Banana Quinoa Pancakes

Add your thoughts here… (optional)

healthygirlandthecity

Sorry for the delayed post.  I really wanted to share this with you much earlier in the week, but suddenly it’s Thursday and I can’t believe it! 

The bright side?  These are perfect for the weekend, and now you don’t have to wait as long to make them.

Sometimes you just want pancakes.  Last Saturday morning, that’s what I wanted.

I rolled out of bed for a little Power Vinyasa Flow class and stopped by the grocery store on the way home.  And these aforementioned pancakes I wanted so very badly aren’t just any pancakes – they’re a healthy version made with quinoa.  I’ve made these before, but switched up the recipe ever so slightly.

Dark Chocolate Banana Quinoa Pancakes

adapted from Ambitious Kitchen’s Blueberry Chocolate Chip Quinoa Pancakes

What you need:

  • 1 c cooked quinoa
  • 3/4 c all-purpose flour
  • 1 1/2 tsp baking powder
  • 1/4 tsp sea salt
  • 3…

Ver o post original 244 mais palavras

MUERTO DE MIEDO 1/1

Añade tus pensamientos aquí… (opcional)

LAS MARIPOSAS DE VITELLA

 El viento soplaba fuertemente sobre los montes. Si el tiempo seguía así, muy posiblemente el temporal llegaría hasta el valle, un lugar extenso, rodeado de bosque y con vegetación en abundancia, donde las nubes se pasean cerca de la tierra, la naturaleza  se deja ver en todo su esplendor,  y se respira silencio. Este paraje tan mágico fue el elegido por Martín, un hombre que trabaja como director financiero en un grupo de empresas. De vez en cuando, Martín viaja hasta esta hermosa región donde, hace ya más de 20 años, compró una bonita y sencilla casa de verano, como la llamaba él.

Durante un tiempo fue la casa en la que pasaba las vacaciones con su mujer y sus dos hijos, pero en los últimos años, la utilizaba muy a menudo y en cualquier época. Sus hijos eran mayores y la relación con su mujer ya no era la…

Ver o post original 278 mais palavras

ALIANÇA EVANGÉLICA CONTESTA QUE NEGROS SÃO AMALDIÇOADOS

Aliança Evangélica contesta que Negros são amaldiçoados

 

Aliança Evangélica contesta que Negros são amaldiçoados
Nota de Esclarecimento e Repúdio Quanto a Suposta Maldição sobre Negros e Africanos
A Aliança Evangélica vem a público para repudiar o uso inadequado das Escrituras Sagradas, a Bíblia, juntamente com as interpretações e afirmações daí decorrentes, especificamente as feitas quanto a supostas maldições existentes sobre africanos e negros.
Afirmações desta natureza são fruto de leitura mal feita de parágrafos bíblicos, tomados fora do seu contexto literário e teológico, que acabam por colaborar com os interesses de justificar pensamentos e práticas abusivas, contrárias ao espírito da Palavra de Deus, cujo foco está na Justiça, na Libertação e na promoção da Vida e Dignidade Humana.
O texto em questão, que tem servido de pretexto para declarações insustentáveis, tanto em púlpitos, redes sociais, na tribuna do Parlamento e até protocoladas junto à Justiça Federal, sob o manto da imunidade parlamentar, versa sobre o significado da passagem bíblica encontrada no Livro de Gênesis capítulo 9, versos 20 a 27.
Nessa passagem Noé, embriagado, despe-se e assim é surpreendido por seu filho Cam que, ao invés de manter a discrição e o respeito devidos ao pai, o anuncia aos seus irmãos; estes se recusam a ver o pai nesse estado e, sem olhar para ele, cobrem-no com uma manta. Desperto Noé, ao saber da postura de seu filho Cam, amaldiçoa seu neto Canaã, filho de Cam, destinando-lhe a servidão.
O equívoco em questão dá a entender que a maldição proferida pelo patriarca bíblico contra Canaã, seu neto e filho de Cam, atinge os seres humanos de tez negra que habitaram, originariamente, o continente africano, o que explicaria os vários infortúnios em sua história passada e presente, culminando no longo período em que foram feitos escravos no Ocidente; e que o ato de Cam em ver a nudez de seu pai, mais do que um desrespeito, indica um ato de violação sexual por parte de Cam.
 
Queremos salientar enfática e categoricamente:
 
Primeiro, Cam teve outros filhos: Cuxe, Mizraim e Pute, e somente Canaã foi amaldiçoado.
 
Segundo, embora o comportamento inadequado descrito no texto bíblico tenha sido o de Cam, filho de Noé, o objeto específico da maldição foi Canaã, o neto de Noé. [Segundo Orígines, um dos pais da Igreja, do sec. III, Canaã foi quem avisou seu pai sobre a situação do seu avô, publicando o que deveria ter mantido sob reserva]. Amaldiçoar, no senso bíblico, não determina a história, mas descreve a consequência da quebra dum princípio estabelecido pelo ato desrespeitoso; portanto, significa a percepção de efeitos e desdobramentos de um comportamento específico. Ou seja, a postura de Cam e de seu filho Canaã estabelece um padrão comportamental que resultaria numa situação de inversão paradoxal, onde alguns dentre os descendentes de Canaã se tornariam dominados e serviçais dos seus irmãos.
 
Terceiro, Canaã, neto de Noé, foi habitar e estabeleceu-se na região a oeste do rio Jordão, até a costa do Mediterrâneo (sudoeste da Mesopotâmia), onde os descendentes de Canaã desenvolveram práticas absurdas, inclusive o sacrifício de crianças, e não no continente africano!
 
Quarto, é de entendimento entre os teólogos especialistas no Velho Testamento que a maldição profética de Noé sobre Canaã foi cumprida quando da conquista da região povoada pelos descendentes de Canaã, os cananeus, por parte dos filhos de Jacó, sob o comando de Josué há mais de três milênios.
 
Quinto, a maldição proferida sobre Canaã pelo seu avô Noé significou uma percepção e discernimento sobre uma tendência comportamental de um grupo humano, antevendo o resultado de uma corrupção cultural e civilizatória específica e localizada, e em consequente servidão, e de modo nenhum faz referência à cor da sua pele.
 
Sexto, não há nada, absolutamente nada, nem neste texto bíblico em foco nem na Escritura como um todo, que indique qualquer maldição sobre negros e africanos, e muito menos algo que justifique a escravidão.
 
Sétimo, o texto bíblico precisa ser lido em seu contexto imediato e considerado à luz da totalidade da Escritura, como saudáveis práticas de interpretação bíblica nos ensinam. De acordo com o próprio capítulo 9 de Gênesis, verso 1 e seguintes, é indicado que o desejo de Deus e sua promessa visam abençoar, dar vida, alimento e todo o necessário para o desenvolvimento de todos os descendentes de Noé, seus filhos e de toda a família humana. A declaração divina de abençoar a Noé e seus descendentes é firme e abrangente, e não pode ser contestada ou reduzida pela declaração relativa e descritiva de Noé a respeito de seu neto.
 
Oitavo, Deus reafirma o desejo de abençoar a toda a humanidade, a todas as famílias da terra, raças e etnias no episódio descrito na sequência da narrativa bíblica, quando da vocação de Abrão (Genesis 12), intenção que tem seu ápice e culminância na pessoa, vida e ministério de Jesus e continuado em curso na Igreja. Em Cristo, toda maldição é destruída e uma Nova Criação é estabelecida, sendo chamados a participar deste novo concerto todas as nações, etnias, raças, povos e famílias de todas as terras e da Terra toda, sendo revogadas assim todas as maldições e oferecida salvação a todas as pessoas.
 
Nono, a alegada violação sexual de Cam a Noé não é sustentada pelo texto. A citação do texto da lei de Moisés que chama a violação de descobrir a nudez não dá suporte a tal alegação, uma vez que os verbos usados são diferentes na raiz e no significado: no primeiro caso, trata-se de observação a distância; e, no segundo caso, trata-se de ato deliberado contra outrem.
 
Décimo, toda vez, na história, que esse texto foi aventado a partir dessa hipótese vulgar, tratou-se de ato de má fé a serviço de interesses escusos, seja quando usado para justificar a escravidão de ameríndios no Brasil colonial, seja quando usado para justificar a escravidão dos africanos de tez negra, seja quando utilizado para a elaboração de sistemas legais de segregação social como o que ocorreu nos Estados Unidos, seja quando usado para justificar a política nefasta e mundialmente condenada do apartheid.
 
Tal leitura equivocada da Escritura corre o risco de ser vista como suspeita de esconder outros interesses de natureza política, econômica e de dominação social e religiosa. Não há nenhum apoio bíblico para defender qualquer maldição sobre negros ou africanos, que fazem parte, igualmente e em conjunto, da única família humana.
Lamentamos o equívoco provocado por tal vulgarização do texto bíblico, bem como a banalização quanto ao conteúdo de nossa fé, assim como repudiamos qualquer tentativa, intencional ou não, de uso inadequado do texto para quaisquer fins que não o de promover a vida, a libertação e a justiça, como a própria Escritura expressa muito bem.
Brasil, 07 de abril de 2013
Aliança Cristã Evangélica Brasileira
 
Fonte http://www.aliancaevangelica.org.br/