Que bosta

Andei pensando

morteA morte é uma bosta. E sim, sei que é algo natural, que todos nós vamos chegar lá com pequenas ou muitas diferenças de circunstâncias, o ciclo da vida e tal. Mas é uma bosta, uma grande bosta na verdade.

Não sei se a meia dúzia de três ou quatro leitores que passam pelo cafofo têm medo da morte ou não, ou mesmo se lidam tranquilamente com o tema. Eu não. Eu não quero morrer. Se dependesse de mim, seríamos todos eternos. Sei que isso traria um baita problema pra humanidade, talvez já não coubesse ninguém no planeta. Mas não quero morrer.

Discussões filosóficas à parte, morrer é uma baita aporrinhação. Pra grande maioria dos mortos, pelo menos, e pra todo mundo que fica e tem que cuidar do que ficou. No Brasil, especialmente, ainda há a burocracia e o custo fora da realidade.

Pra quem vai

A primeira coisa…

Ver o post original 545 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.