O xadrez dos transportes

quando a cidade era mais gentil

Porque não é a primeira vez que a cidade protesta contra o aumento do preço dos transportes, vão aqui três fotos de novembro de 1958. Na ocasião, a tarifa tinha subido de 2,50 para 3 cruzeiros.

As duas primeiras mostram manifestantes na esquina das ruas Maria Antônia e Itambé, em Higienópolis. “Nosso movimento é pacífico, evitemos quebra quebra”, diz o cartaz da primeira. Na segunda, uma partida de xadrez bloqueia os trilhos do bonde.

E na terceira, no centro da cidade, a polícia está resolvendo a coisa do seu jeitão tradicional.

530

531

532

As fotos são do acervo do Estadão. Eu as reproduzi de eyesonbrazil.com.

Ver o post original

Na Cozinha: Frozen Yogurt Caseiro!

Estúdio Varanda

Quando estamos de dieta sempre tem aquele momento de recaída, onde parece que faríamos qualquer coisa por um doce né? Quem nunca? Então hoje venho ensinar uma receita super simples, prática e deliciosa. É o Frozen Yogurt Caseiro e light, ele tem apenas 98 calorias e essa receitinha abaixo rende 8 porções.

ddfsf

Ingredientes:

• 4 potes de iogurte natural desnatado 
• 1/2 pote (100 g) de cream cheese light 
• 3 col. (sobremesa) de adoçante culinário 
• 3 polpas congeladas de frutas vermelhas (framboesa, amora, morango) 
• 1 col. (chá) de suco de limão 
• 4 xíc. (chá) de morango (para acompanhar)

Modo de Preparo:

Coloque o iogurte em um filtro de papel (coador de café) e deixe por 15 minutos para escorrer o soro. Passe para o liquidificador e bata por 3 minutos com o cream cheese, o adoçante, as polpas congeladas e o suco de limão. Passe para…

Ver o post original 48 mais palavras

OS GAÚCHOS FICARAM QUIETOS? BARBARIDADE…

“Precisamos chegar à presidência da República”, diz Marco Feliciano aos fieis gaúchos

 
Bookmark and Share

Pastor Marco Feliciano (PSC)

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr

Da Redação

Em discreta passagem pelo Rio Grande do Sul, para fugir dos holofotes da imprensa e da mira dos protestantes, o deputado federal Marco Feliciano (PSC – SP) participou do 5º Congresso Internacional de Missões, em Sapucaia do Sul. Aos fieis, introduziu argumentos políticos enquanto contava sua história e lia trechos bíblicos. O principal foco do discurso foi o ataque aos homossexuais, dos quais para ‘combater’ seria necessário, segundo ele, que pessoas como ele alcançassem o Supremo Tribunal Federal (STF) e a Presidência da República.

“Na França, permitiram o casamento gay e hoje perderam essa luta. Por isso estou lá na Câmara Federal e precisamos chegar no Supremo Tribunal Federal. Precisamos chegar à Presidência da República, ao comando dos estados, prefeituras e câmara de vereadores”, disse no evento organizado pela Associação Missionária e Evangelística Luz das Nações. E falou que o início do processo de tomada de poder pelos evangélicos, chamado por ele de ‘avivamento do país, deveria começar pelo Rio Grande do Sul, já que os gaúchos “preservam suas raízes”.

Por 90 minutos, o atual presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal fez a plateia chorar, gritar, aplaudir e ovacioná-lo. Os fieis também contribuíram com doações em dinheiro, cheque e cartão de crédito. “É a semente. Em 2014, quando voltar, vou reservar dez minutos para ouvir testemunhos de quem está dando a semente hoje. Se não tiver resolvido seus problemas financeiros, se a semente de hoje não tiver se multiplicado em casa própria, carro, emprego ou seja lá qual for a sua necessidade, desisto de ser pastor”, disse Feliciano.

Com informações do Grupo Sinos

BRILHANTE TEXTO!!!

Por Rosa Luxe 
Esse texto é para você que estava com o movimento Passe Livre São Paulo desde o começo. Ele é especialmente pra você que, antes mesmo do primeiro “não é por 20 centavos”, já apoiava porque compreendia que, SIM, o protesto era para que 20 centavos não fossem mantidos a mais na tarifa do transporte “público”. Quando a mídia conservadora dizia que era sem sentido, que não valíamos nem 20 centavos, que era tudo baderna e vandalismo… e você já apoiava.

É triste ver um movimento que luta para destruir valores conservadores sendo sufocado por causas sem sentido e sem pauta. Ontem assistimos os protestos sendo tomados por pessoas que não possuem a mínima idéia do que é protestar, acham que sentar e cantar o hino nacional, sem exigência alguma para se fazer ao governo, é um “protesto”. Vi pessoas no twitter questionando essas pautas, perguntando: “Qual é a demanda de vocês? Quando os protestos vão parar? O que o governo de São Paulo (e de outros estados) tem que fazer para que o povo pare os protestos?” e ninguém respondia nada que fizesse sentido. 

A verdade é que há uma massa conservadora se juntando aos protestos e infelizmente não estou falando só de Jabor, Pondé, Azevedo, Veja, UOL e cia. Esses grandes ícones do conservadorismo brasileiro se juntaram a causa e ISSO POR SI SÓ já deveria ser motivo para que todo mundo fizesse uma reflexão profunda e não caísse nas armadilhas, mas infelizmente há algo pior: pessoas com idéias anti-humanistas, pedindo que “bandidos” sejam espancados, falando contra programas como o Bolsa Família, não aceitando a participação de pessoas LGBT e até mesmo batendo em mulheres que portavam bandeiras de partidos. Essas pessoas não sabem o que é protestar, não fazem realmente a mínima idéia. Acham que o Brasil “acordou”, quando milhares de movimentos por todo o país já tomam as ruas e protestam e são chamados de desocupados, vagabundos, gayzistas, esquerdopatas, feminazis e tantos outros termos pejorativos.

Geraldo Alckmin enganou a todos os novos adeptos, que caíram como patinhos. Disse que não haveria polícia, que tinham CONVICÇÃO. Ora, por que tanta certeza? Acredito que essa certeza vem do fato de que ele e seus capangas midiáticos reconheceram a distinção entre os grupos. Enquanto a juventude sem pauta falando contra corrupção estava na Paulista cantando o hino nacional, tinha gente apanhando no Palácio dos Bandeirantes. Muita gente que tem idéias de esquerda chegou deslumbrado da Paulista dizendo que tinha sido tudo paz, tudo lindo, totalmente ludibriados e incapazes de enxergar além do óbvio. A falta de experiência e de vontade de aprender sobre o que é protestos nas ruas leva a criminalização de quem tenta invadir prédios do governo ou se revolta pichando frases nos õnibus e muros (frases essas que são quase um desabafo de um povo massacrado pela força do capital). 

Eu não me achava uma esquerdista das mais assertivas, tinha até meus momentos de baixar a guarda e não falar contra o capitalismo a cada segundo, mas diante disso tudo sou capaz de reconhecer a minha coerência e com a consciência tranquila posso afirmar que não estou sendo massa de manobra de Alckmin, Haddad, Globo, UOL, Folha, Jabor, Pondé, Azevedo ou outros grupos e pessoas que tentam transformar o assunto em uma enorme manifestação no estilo “Cansei” e “Dia do Basta”.

É frustrante ver que essas pessoas CONCORDAM COM A MÍDIA quando criminalizam movimentos que fazem barricadas para atrasar o Choque (e vocês já viram que o Choque só quer surrar e agredir) ou agem de maneira “não-pacífica”. Esse repúdio conservador é feito há muitas décadas, há muitos séculos, mas somente esses grupos “não-pacíficos” foram capazes de transformar a história em vários momentos. Vá ao Google e busque por revoluções e protestos que te asseguraram direitos. NENHUM deles conquistou NADA sentando com a PM no chão e cantando o Hino Nacional.

É impossível, a essa altura, controlar quem vai pras ruas e quem se junta ao movimento. Já era. Nossa ÚNICA esperança é que os manifestantes que de fato se importam em ROMPER o status quo sejam capazes de levantar a voz e manter os protestos SEM a massa conservadora. Veremos – como vimos ontem – que a mídia irá nos chamar de “pequenos grupos vândalos”, mas não é nada que já não conheçamos de perto. Seremos eternamente o “pequeno grupo vandâlo” de qualquer época, porque nós sempre caminhamos pra frente, com punhos erguidos, palavras de ordem, força e coragem de enfrentar a PM, o Choque e a mídia. 

Que cada um se sinta livre para tomar a atitude e a postura que julgar necessária. EU NÃO ACEITO a direita e nunca irei aceitar, eu NÃO caminho lado a lado com quem desrespeita os Direitos Humanos. EU NÃO ME CALO diante de cartazes conservadores. E você?

OBS: É pelos 20 centavos, pelo transporte que se diz público e não é, por quem e para quem 20 centavos a mais numa passagem é dinheiro demais. Quem não concorda com isso, já mostra quem de fato é.

O DEPOIMENTO MAIS VIGOROSO DE HOJE… E PONTO FINAL!

Tem mais gente com a mesma sensação de golpe: 
De Emanuel Leandro:
“A pior coisa que existe aqui na militância política do Faceboock é ter amigos da direita. Pior mais do que isto é ter parentes da direita, gente alienada e manipulada pela mídia da TV e que está usando dos protestos do MPL para atacar a presidente Dilma e o PT. Gente ordinária, cuja mentalidade política foi forjada nas coxas dos patrões. Estamos em um momento muito tenso e crítico em que existe um movimento confuso que ainda não sabemos o que existe por traz dele. A mídia, esperta como é, aproveita do movimento para insuflar e dizer que os protestos não são apenas pelo Passe Livre, mas também pela Educação, Saúde, corrupção, Inflação, Copa do Mundo. É uma tentativa inescrupulosa da mídia de instalar o caos em todo Brasil. Querem jogar estas manifestações no colo de Dilma Rousseff. Movimento idêntico a este foi o de 1964 e que culminou com o golpe militar contra Jango e a instalação da ditadura. No governo de FHC que quebrou o Brasil 3 vezes e que causou o maior desemprego da história, não vimos estas manifestações. Alckmin aumentou recentemente as tarifas do Metrô, dos trens urbanos, dos pedágios e não vimos manifestação alguma. Acabei agora de assistir na TV uns dos maiores sabujos dos patrões da mídia, Marcelo Rezende da Record, convocando a população para a desobediência civil para o não pagamento de impostos. Esquece o imbecil que os canais de TVs são concessões do estado brasileiro e que essa atitude pode causar o cancelamento do canal de seu patrão o Bispo ladrão e vigarista da fé, Edir Macedo. Mediante a tudo isso que escrevi, quero dizer aos meus amigos e parentes do Faceboock que eu não vou ficar assistindo calado ao reacionarismo político deles aqui na minha página. Todos tem o direito de se manifestar democraticamente contra o governo Dilma, desde que não seja na minha página. Portanto se eu ver amigos ou parentes atacando ao governo que produziu mais de 18 milhões de empregos, tirou mais de 35 milhões de pessoas da miséria, governo que eu apoio, vou tirar estas pessoas da minha lista de amigos aqui no Face. Estes meus parentes me conhecem e sabem que eu sou petista desde a fundação do PT, e que sou filho de um anistiado político que foi preso 3 dias após o golpe militar de 64.”

Curtir ·  · Compartilhar · há 14 horas · 

DO FACEBOOK

Tem oportunista que agora descobriu o problema da saúde pública no Brasil, NO ENTANTO: 
1) – foi a favor do fim da CPMF que confiscou, no acumulado, 360 BILHÕES da saúde pública; 
2) – 75% do total arrecadado com a CPMF vinham dos 10% mais ricos do País. 
3) – Ou seja: acabar com a CPMF deixou os 10% mais ricos, AINDA MAIS RICOS!. 4) – Isso se chama HIPOCRISIA E CRETINICE!

Curtir ·  · Compartilhar · há 16 horas · 

  •  
    20 pessoas curtiram isso.
  •  
    João Lara Concordo Janeslei, a CPMF era o imposto mais democrático e atingia a todos. E quem movimentava mais pagava mais, assim atingia os ricos.
  •  
    Juarez Machado um……. bem que o LULA dizia que iria chegar um tempo: Que alguem tinha que ganhar menos para que alguem ganhasse mais. Eu nunca me preocupei com CPMF.
  •  
    Marcello Polinari Pois, a CPMF é o que mais se aproximou de um imposto único.Porem, ficou como um imposto a mais por falta de coragem de uma séria reforma tributária.