Passion

Crítica (non)sense da 7Arte

passion1

As mulheres mais ambiciosas do ambiente corporativo ganharam, finalmente, um filme para homenageá-las. Passion recria em parte um dos maiores clássicos do cinema, All About Eve, ao mostrar a conturbada relação entre uma chefe poderosa e uma pupila que aprende rápido sobre os jogos de poder e de sedução. Mas as comparações entre os filmes terminam aí. Porque Passion não tem a qualidade de roteiro ou mesmo uma dupla de protagonistas como o clássico dirigido por Joseph L. Mankiewicz. Ainda assim, esta é uma produção curiosa pela ousadia de Brian De Palma, claramente obcecado com a ideia de levar até os extremos o confronto entre diferentes mulheres – inclusive no quesito sexual.

A HISTÓRIA: Close na maçã da Apple. E a lente vai ampliando o foco. Então vemos a executiva Christine Stanford (Rachel McAdams) ao lado de Isabelle James (Noomi Rapace). Elas estão…

Ver o post original 2.110 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.