Procissão lembra mortos pelo supertufão Haiyan nas Filipinas

TudoSobreTech

Católicos filipinos sobem em carro para tentar tocar a imagem do Nazareno Negro, nesta quinta-feira (9), em Manila (Foto: Bullit Marquez/AP)Católicos filipinos sobem em carro para tentar tocar em imagem do Nazareno Negro, nesta quinta-feira (9), em Manila (Foto: Bullit Marquez/AP)

Católicos filipinos realizaram nesta quinta-feira (9) uma procissão para celebrar a festa do Nazareno Negro na capital, Manila.

Centenas de milhares de fiéis iniciaram a procissão, que celebra uma antiga estátua de Jesus Cristo.

Este ano, as orações foram parcialmente dirigidas às vítimas do tufão Haiyan, que devastou a região central do país no ano passado e deixou mais de 6 mil mortos e quase 1.800 desaparecidos.

Fiéis participam de missa campal nesta quinta-feira (9) em Manila, capital das Filipinas (Foto: Bullit Marquez/AP) Fiéis participam de missa campal nesta quinta-feira (9) em Manila, nas Filipinas (Foto: Bullit Marquez/AP)

Fonte G1

Ver o post original

Os movimentos populares latino-americanos junto ao Papa Francisco

Leonardo Boff

Algo inaudito está acontecendo com a Igreja Católica sob a direção do Papa Francisco. Uma coisa é falar dos pobres e dos excluidos e denunciar a violência praticada contra eles. E deixá-los lá longe com suas penas. A Igreja assumia, normalmente, uma função tribunícia: se propunha representar, como um  tribuno, os pobres. Agora com esse Papa, na linha da tradição latino-americsna, os pobres e excluidos são considerados sujeitos autônomos. Como tais são convocados a Roma, junto à Sé Apostólica, para falarem por si mesmos. Ouvir a versão das vitimas e não apenas ouvir os analistas cinetíficos das causas que os tornam o que são, excluidos e explorados. O Papa empenhou a Academia Pontificia de Ciências para estudar as causas desta perversão. O tema fala por si: “A emergência dos Exluidos“. Isso nos remete a um tema central da Teologia da Libertação ainda nos seus primórdio:”A emergência dos…

Ver o post original 1.567 mais palavras

Luciano Martins Costa: A banalidade do mal ou o dia em que a Folha virou o Notícias Populares

bloglimpinhoecheiroso

Folha_Capa_08012014Luciano Martins Costa, via Observatório da Imprensa

A Folha de S.Paulo se destaca na imprensa brasileira pela preferência por expressões fortes, como recurso para chamar a atenção dos leitores ou para reforçar certo sentido que se quer dar à informação. Foi com esse olhar espetaculoso sobre a notícia que o jornal paulista buscou se apresentar, nas duas últimas décadas, como uma marca de vanguarda. “Hiperinflação”, “megaempresário”, “supersalários” são alguns exemplos desse estilo, que acabou contaminando os outros jornais, contribuindo para uma mudança na linguagem jornalística cujas consequências ainda estão a merecer estudos de pesquisadores em comunicação.

Outra tática utilizada pela Folha para se destacar da concorrência, em especial de seu principal rival na imprensa paulista, O Estado de S.Paulo, é uma postura mais liberal em assuntos comportamentais. O jornal se apresentou como uma espécie de porta-voz do movimento pela aceitação pública do homossexualismo, expandiu os limites para a exibição…

Ver o post original 548 mais palavras

Philadelphia Museum of Art | Our Story

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

Just ten days left to see “Barbara Chase-Riboud: The Malcolm X Steles.” Don’t miss your chance to encounter these large bronze-and-fiber sculptures, which the Philadelphia Inquirer called “dazzling monuments to duality,” along with a selection of…
See on philamuseum.tumblr.com

QUEBRANDO PRECONCEITOS, Loja cheia para venda de maconha legalizada

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

Enquanto o New York Times acompanhava de perto o que acontecia no Colorado, depois que esse estado americano anunciou a liberação da compra, uso e cultivo limitado de pés de cannabis,…

See on www.observatoriodaimprensa.com.br

Prefeitura de São Paulo quer recuperar usuários de crack através da oferta de empregos – SPressoSP

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

A medida contrapõe as políticas repressivas e higienistas utilizadas pelo governo do Estado Por Ivan Longo O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), anunciou no início desta semana que ado…

See on revistaforum.com.br