Morre Ariel Sharon, o “carniceiro de Sabra e Chatila”

REPÚBLICA BANANA PEOPLE

Finalmente neste sábado as autoridades israelenses decidiram desligar os aparelhos que mantinham a vida vegetativa do general e ex-primeiro-ministro Ariel Sharon, que devotou sua vida a massacrar palestinos e expandir o estado artificial de Israel, não importando o custo a ser pago – inclusive desafiando todas as leis internacionais e as Nações Unidas.

Nos últimos oito anos, ele permaneceu em estado vegetativo, como consequência de um derrame cerebral ocorrido no início de 2006 – um fim merecido para um general psicopata que comandou os maiores massacres da humanidade, como o de Sabra e Chatila, que mereceu a qualificação de Ato de Genocídio por parte da Assembleia Geral das Nações Unidas – resolução 37/123. Sob as ordens de Ariel Sharon foram mortos 2.400 palestinos (segundo a Cruz Vermelha), na maioria crianças e idosos nos campos de refugiados de Sabra e Chatila no Líbano, no dia 16 de setembro de 1982, com…

Ver o post original 183 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.