Culpa pela falta de água e energia será do PSDB e PT e não do clima

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

Um relatório produzido pelo governo paulista apontou que uma estiagem tão forte quanto aquela que secou o Sistema Cantareira, que abastece parte da região metropolitana de São Paulo, só ocorre a …
See on blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br

STF no divã: mundo jurídico isola ministro Joaquim Barbosa e já o vê como “sociopata”

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, cada vez mais vai se revelando verdadeiro sociopata cujas características evidentes são: egoísmo, não admite culpa ou erro, não sente vergonha, é maldoso e teatraliza sentimentos para impressionar terceiros (a velha mídia e a elite branca). Pois bem, Barbosa se isola de seus colegas no…

See on www.esmaelmorais.com.br

Justiça da Suíça descobre conta secreta de Robson Marinho que recebeu US$ 2,7 milhões

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

  O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, Robson Marinho, recebeu US$ 2,7 milhões, de 1998 a 2005, em uma conta no exterior. A informação é da Justiça suíça, que bloqueou a conta por suspeitar de que seja dinheiro de propina. A conta 17.321-1, do banco Credit Lyonnais, foi aberta por Robson Marinho e pela mulher dele, Maria Lucia, em março de 1998. Até 2005, a conta recebeu US$ 2,7 milhões – o equivalente a quase R$ 6 milhões. A Justiça suíça investiga desde 2007 um esquema de pagamento de propina a funcionários públicos, pela multinacional Alstom, em troca de privilégios na assinatura de contratos. Robson Marinho foi secretário do governador Mário Covas, do PSDB, entre 1995 e 1997. Desde 2001, é conselheiro  do Tribunal de Contas de São Paulo. O Ministério Público diz que Robson Marinho recebeu dinheiro da Alstom para dar um parecer favorável à empresa, num contrato com antigas estatais.   SAIBA MAIS G1    

See on www.diariodocentrodomundo.com.br

Quem sempre plantou o medo agora tem medo do debate

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

Quem sempre pregou o medo do desconhecido, agora está com medo de um Brasil que já se provou melhor, sem ao menos aceitar o debate sobre as diferenças. Apoiados por boa parte da mídia tradicional, temem o aprofundamento das mudanças, da inclusão social, e buscam uma volta ao passado. Mas o passado era de desemprego, inflação, dívidas internacionais, racionamentos – de energia, que já vivemos, e de água, que está sendo imposto agora a São Paulo, após anos de falta de investimentos – e falta de escolha dos alimentos que se colocavam à mesa.

See on mudamais.com