Apocalypse Now

Cooking in Sens

IMG_5498b

Stuttgart… s**t, I’m still only in Stuttgart…  Everytime I think I’m going to wake up in Sens.

I knew pack out was coming and that I would have to come back to Germany rather sooner than later.  Talking about denial!  You’ve never seen so much procrastination, foot dragging and whining!  I’m almost, but not quite, ashamed 😀

IMG_5472b

Of course when I got here, the refrigerators, not the freezers (they were still stocked from my last visit from France), were bare.  The only veg in the house was a box of frozen green beans from the commissary.  And the way my husband “rolls” when I’m not at home is colorful, to say the least.

IMG_5402b

From the profusion of packaged noodles in the pantry, I determined that my darling must have been craving Asian cuisine.  Problem was, I’m out of Asian noodles and don’t want to buy anything like that with pack out looming…

Ver o post original 370 mais palavras

“Coisas para preocupar- se”: carta de Fitzgerald à filha

Falando em Literatura

O escritor americano F. Scott Fitzgerald (Saint Paul, 24 de setembro de 1896 – Hollywood, 21 de dezembro de 1940) deixou uma carta para a sua filha Scottie quando ela tinha 11 anos em 8 de agosto de 1933:

6856975764_6891f93c68_o

Fitzgerald, Scottie e a esposa Zelda.

Querida filha:

Preocupo-me muito com suas obrigações. Mostre-me alguma prova das suas leituras em francês. Estou satisfeito por você estar feliz, mas não acredito muito em felicidade. Tampouc o acredito em tristeza. São coisas que vemos no teatro, no cinema ou nos livros; essas coisas não nos acontecem na vida real.
Tudo em que acredito na vida são as recompensas à virtude ( de acordo com os talentos de cada um) e os castigos por deixar de cumprir com as obrigações, que custam o dobro. Se existisse na biblioteca da colônia de férias um livro assim, você iria pedir à Sra. Tyson que lhe mostrasse um soneto de Shakespeare onde aparece esse verso:
‘Lírios apodrecidos têm…

Ver o post original 260 mais palavras

Featured Artist: Pam Wishbow

featuredbannerHEY!
I made it back!! Wahoo!! Things have been nuttier than ever. I know I say that ALOT but this time I really mean it. I’ve moved apartments in a matter of days, and started a new life basically. Phewf. I’m glad to say that things are starting to settle down. I’ve got lots of work ahead of me, but I see that as a positive!

Anyways let’s get to the featured artist. Pam Wishbow creates awesome, funky illustrations. She is originally from New Jersey but has landed in Seattle where she (and this is quoted directly form her website) ” eats cowboys for dinner and astronauts for snacks”!  Perfect fuel for her awesome illustrations! Please check out her amazing website to see more of her work!

PwishbowPWishbow1PWishbow2PWishbow3PWishbow4PWishbow5Thanks for putting your awesome work into the world Pam!! I really dig it!

Ver o post original

Na segunda, uma música

BLOG DO RONALDO

Semanas atrás publiquei aqui uma música de Tom Jobim e Vinicius de Moraes. Hoje, volto a trazer uma composição da dupla. Desta vez, porém, com interpretação de Tom e Miúcha. “Pela luz dos olhos teus” é uma canção singela. Daquelas que a gente não cansa de ouvir. E que encanta pela poesia, pela simplicidade, pela melodia agradável.

Quando a luz dos olhos meus
E a luz dos olhos teus
Resolvem se encontrar
Ai, que bom que isso é, meu Deus
Que frio que me dá
O encontro desse olhar

A beleza ao falar da resistência do outro diante daquele olhar de paquera… A forma como trata a relação entre duas pessoas me faz ter certeza que existe sim outras formas (que não essas que estamos ouvindo nas músicas atuais) de falar de sentimentos, de desejo, de vontade… De querer o outro.

Mas se a luz dos olhos teus

Ver o post original 60 mais palavras

Mera coincidência? Sem água, sem pesquisa eleitoral em São Paulo

Palavras Diversas

Sistema Cantareira seca e pesquisas eleitorais para governador de São Paulo não são publicadas. Alckmin é beneficiado com o início tardio das discussões eleitorais no estado mais rico do Brasil Sistema Cantareira seca e pesquisas eleitorais para governador de São Paulo não são publicadas. Alckmin é beneficiado com o início tardio das discussões eleitorais no estado mais rico do Brasil

A pouco menos de 5 meses do primeiro turno das eleições, a toda semana brota uma nova pesquisa eleitoral para medir a preferência do eleitor para presidente da República, solicitadas (e pagas) por confederações patronais, redes de televisão, revistas semanais e um grande jornal impresso de São Paulo.

A profusão de levantamentos gera um fato que pretende interferir na vontade do eleitorado, ditando tendências que se confirmam (ou não) nas consultas seguintes.

Mas a questão que intriga é saber porquê o estado mais rico do Brasil não tem uma nova pesquisa publicada desde dezembro de 2013.

A ausência de pesquisas eleitorais costuma ajudar a quem está no governo e passa uma ideia de que os cenários pouco mudaram. Por outro lado cria-se…

Ver o post original 326 mais palavras