Em Santa Catarina, Marina e Bornhausen são recebidos com protestos contra a homofobia

“Mais amor, menos Marina!”, gritaram centenas de estudantes que protestaram em Florianópolis.
Marina Silva com Paulo Bornhausen são recebidos na base do protesto em Santa Catarina. Marina representa…

Source: osamigosdopresidentelula.blogspot.fr

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

Queda de Marina já rompe “rede de solidariedade” na mídia

Autor: Fernando BritoEmbora alguns comentaristas políticos, transtornados por estarem vendo escapar a certeza da derrota de Dilma Rousseff e Lula, insistam em que nada esteja acontecendo no processo de formação do voto popular, a realidade vai se…

Source: blogdoliberato.blogspot.com

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

Projeto de música clássica chega para ministrar oficinas, em Porto Velho – Globo.com

Projeto de música clássica chega para ministrar oficinas, em Porto Velho Globo.com A 4ª edição do projeto “Música na Estrada”, que incentiva alunos e músicos de música clássica, chega a Porto Velho para ministrar oficinas de aprimoramento em…

Source: g1.globo.com

See on Scoop.itARTE, PINTURA, LITERATURA, MÚSICA, FOTOGRAFIA E…

O violoncelista que leva música clássica a crianças da favela da Maré – Revista Época

O violoncelista que leva música clássica a crianças da favela da Maré
Revista Época
Com o sucesso, o festival se desdobrou no Cello Tinta, simultâneo ao Cello Encounter, que beneficia crianças em favelas no Rio desde 2011, ao mesclar música e arte.

Source: epoca.globo.com

See on Scoop.itARTE, PINTURA, LITERATURA, MÚSICA, FOTOGRAFIA E…

APÓS FALA NA ONU, DILMA MANDA ‘BEIJINHO NO OMBRO’

Luíz Müller Blog

Ver o post original 273 mais palavras

Corrupção: Como Dilma mudou o debate ao sair da defensiva para a ofensiva

bloglimpinhoecheiroso

FHC_Black_Friday

Paulo Nogueira, via DCM

Pouca gente parece ter notado, mas Dilma achou uma boa saída para a questão da corrupção. Ela saiu da defensiva para a ofensiva.

A linha básica de sua argumentação sobre o assunto é que a corrupção não era investigada antes e agora é. Daí a diferença.

É, de certa forma, um raciocínio educativo. O brasileiro médio se acostumou erradamente a pensar que corrupção só existe no Brasil. Mais especificamente: só em governos populares, de Getulio a Jango, de Lula a Dilma.

A explicação de Dilma é parcial. Ela fala no ímpeto investigativo da Polícia Federal, do Ministério Público e da Procuradoria Geral. Lembra que, na era FHC, o procurador-geral, Geraldo Brindeiro, era conhecido como engavetador-geral, por evitar mexer em casos de corrupção no governo.

Segundo a Wikipédia, dos 626 inquéritos criminais que recebeu, Brindeiro engavetou 242 e arquivou outros 217.

O que Dilma não disse, provavelmente…

Ver o post original 328 mais palavras