Em São Paulo, movimentos marcham por constituinte exclusiva da reforma política

Luíz Müller Blog

Ideia é cobrar a realização de plebiscito e evitar que Congresso engavete novamente consulta popular cobrada por representantes da sociedade e tida como prioridade por Dilma

Movimento Constituinte

São Paulo – Integrantes de movimentos sociais se concentraram hoje (4) na Avenida Paulista, em São Paulo, para defender a convocação de plebiscito popular que decida sobre a instalação de Assembleia Constituinte soberana e exclusiva para conduzir a reforma do sistema político e eleitoral brasileiro.

A ideia foi apresentada em junho de 2013 pela presidenta Dilma Rousseff (PT) em resposta às manifestações que tomaram o país, mas enfrentou resistência no Congresso e não avançou. Na última Semana da Pátria, entre os dias 1º e 7 de setembro, as 482 organizações sociais e sindicais que participam dos comitês estaduais pelo Plebiscito Constituinte recolheram 7,7 milhões assinaturas a favor da medida.

No segundo turno das eleições, Dilma citou algumas vezes a necessidade…

Ver o post original 717 mais palavras

EUA respondem petição contra ‘comunismo’ de Dilma

Petição criada no site da Casa Branca pedia que o governo do presidente Barack Obama “se posicionasse” contra a “expansão bolivariana comunista no Brasil promovida pelo governo de Dilma Rousseff”; após ultrapassar 100 mil assinaturas, a Embaixada dos EUA em Brasília se pronunciou, afirmando que as petições da página “não representam as opiniões do governo dos EUA” e que o país já se expressou sobre as eleições anteriormente; Obama parabenizou Dilma por nota e depois por telefone depois de sua vi

Source: www.brasil247.com

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

José Manuel Briceño Guerrero, 1929-2014

Caracas Chronicles

JMBGJosé Manuel Briceño Guerrero, the llanero philosopher and author whose dazzling prose did more to illuminate the Venezuelan condition to me than that of any of his contemporaries, died in his beloved Mérida last Friday. He was 85.

Obituary writers have hurried to pronounce his legacy as “influential”, but in fact Briceño Guerrero was much more often celebrated than actually read, let alone understood.

That’s not surprising: he refused to simplify an argument for the sake of wider dissemination. His writing therefore tended to a certain obscurity, with some of his fiction on the far outer edges of intelligibility. At its worst, it could be maddening; at its best, absolutely thrilling. To those willing to put in the time, the effort and the soulshare required, Briceño Guerrero offered depths of meaning and nuance unmatched in Venezuelan letters.

My own attempt to translate bits of his seminal Discurso Salvaje is here. My…

Ver o post original 17 mais palavras