16 anos de Governos do PT. E AGORA?

Luíz Müller Blog

selvino_heckPor Selvino Heck

O Senhor Mercado perdeu a aposta. O povo e os eleitores não levaram a sério suas ameaças. Ignoraram seus esperneios, seu sobe-desce, não ouviram seus rugidos diários, seu olhar rancoroso. O Senhor Mercado, como a presidenta Dilma disse certa vez, não vota. Mercados não ganham eleições. Quem vota é a consciência cidadã, que faz a escolha livre e decide o futuro.

Feita a escolha, proclamados os resultados, cabe, no entanto, a pergunta: e agora?

Não serão quatro anos fáceis. Todo quarto governo de continuidade – aliás, a primeira vez fora do período militar, algo inédito na democracia brasileira -, como já há vários exemplos conhecidos Brasil afora, traz seus problemas inerentes: algum grau de cansaço, espaços estabelecidos quase imexíveis, rotinas difíceis de mudar, nichos de mando com dificuldade de perceber o novo momento, amarrações várias no campo político, apego ao poder de companheiras e companheiros, e assim…

Ver o post original 555 mais palavras

How Red Riding Hood Became a Werewolf by Jennifer Finstrom

Silver Birch Press

daniel_zender
HOW RED RIDING HOOD BECAME A WEREWOLF
by Jennifer Finstrom

At first, she is certain that she dreams.
But the night is so vivid and her senses
sharp as a god’s. She scents the perfume
of oak, the spice of pine. Leaf mold
explodes beneath her bare feet, and
the moon is high, watching. It is late.
In her dream, she leaves the door
open and takes to the forest path,
occasionally startling at the sight
of something moving nearby, the shadow
of an enormous wolf that seems to be
pacing her. The moon is a mute witness.
It will say nothing when she shivers
out of her night-shape and shakes
her head, amazed. When she returns
to her bed, she lies on top of the sheets,
curled on her side. The huntsman’s arm
drops over her hips. He holds her there,
safe beside him, for the remainder
of the…

Ver o post original 136 mais palavras

A psicologia do anticomunista pós-tudo

Luíz Müller Blog

cotasPor Juremir Machado no Correio do Povo
O mundo hipermoderno é complexo.

Cada um precisa encontrar um lugar ao sol, mas não há sol para todos.

O sol foi privatizado.

Disso decorre uma corrida em direção à luz.

Essa corrida tem consequências. O melhor e o pior de cada um disputam espaço.

Ninguém está a salvo.

A salvo de quê?

De algo tão anacrônico quanto o suspensório: o anticomunista.

Há mais anticomunistas, no momento, do que comunistas ao longo dos séculos.

O verdadeiro comunista é tão raro e de gosto tão duvidoso quanto o caviar.

Tem maluco anticomunista ferrenho sobrevoando o céu nebuloso das ideologias.

Tem o anticomunista saído do ventre da baleia como último avatar do fake chacal.

Tem o aposentado à espreita para uma estocada contra um político qualquer:

– Ele não é decente. Foi visto nas ilhas gregas com os anões do orçamento.

– Mesmo?

– Comprou…

Ver o post original 244 mais palavras

16 Before-And-After Photos Of Rescued Dogs

Man's best friends

To commemorate International Homeless Animal Day, we decided to collect some of the most heart-breaking (and heart-warming) dog rescue stories we’ve ever seen and put them all in one place.

Animal shelters and rescue centers around the world have put countless volunteer hours into helping abused and homeless animals like these find loving homes. Animals on the street, especially if they are of a showier breed that needs regular hygienic care, lead very difficult lives. This day is a great opportunity to donate to your nearest animal shelter/rescue center and, if you’re looking for a new furry companion, to adopt a pet that needs your love and care.

Rasta

dog-makeover-before-after-rescue-35

This poor guy was found in the streets of Montreal looking so filthy that it was hard to tell that he was actually a dog. He could barely move underneath all his matted hair. But look how charming he seems after…

Ver o post original 699 mais palavras

The Coastal Path in Norway – The Kon-Tiki Museum

The Coastal Path

I had been looking forward to the Kon-Tiki Museum.  And that’s putting it lightly.

Kon-Tiki MuseumThe Kon-Tiki Museum is all about a ridiculously unaccomplishable journey.  I love ridiculously unaccomplishable projects.  We are, after all, walking the entire coast of Britain whilst holding down full-time jobs and bringing up 12-year old twins – that’s 7,500 ridiculously unaccomplishable miles.  The Kon-Tiki Expedition was ridiculously unaccomplishable on an epic scale, but the enthusiasm and determination of a small band of men showed the world that when you put your mind to it, there’s nothing that can’t be done.

The Kon-Tiki voyage was concerned with some small and particularly remote islands, situated in the middle of the Pacific Ocean – the Polynesian Islands.  If you are not sure where the Polynesian Islands are then open up Google Earth and type in “Polynesian Islands”.  You will quickly see that they are in the middle of the…

Ver o post original 626 mais palavras

A Bolsa Mídia, em números

Luíz Müller Blog

safe_image

O blog Conversa Afiada obteve acesso a números da publicação “A mídia pública no Brasil, 2014”, editado pelo Grupo de Mídia, Brasília.

O leitor que enviou os dados ao blog se diz revoltado.

É para ficar mesmo.

Em plena era de declínio acentuado da TV aberta (cada vez mais brasileiros, quando vêem TV, assistem canais fechados, incluindo aí a nova campeã, Netflix), o governo aumentou o percentual de recursos públicos destinados à TV aberta (leia-se Globo).

A SECOM tornou-se inimiga da democracia e da pluralidade política.

Inimiga, sobretudo, da internet.

E olha que a SECOM lançou números que mostravam o forte avanço da internet no Brasil.

Não foi suficiente, porém, para convencer à entidade a apostar nas novas tecnologias.

Preferiu continuar alimentando a Globo.

O “Messias” de que fala o Paulo Henrique Amorim, com acidez, é Roberto Messias, o secretário-executivo da Secom, o homem…

Ver o post original 301 mais palavras