Fim do suspense: Gilmar aprova as contas de Dilma

Num voto que já ultrapassa 90 minutos, o tempo de uma partida de futebol, o ministro Gilmar Mendes se estende na apresentação da sua posição sobre a prestação de contas da campanha da presidente Dilma Rousseff; passado todo este período, ele faz cera e ainda não é possível afirmar se ele irá aprovar ou desaprovar as contas; antes dele, o vice-presidente do Ministério Público Eleitoral, Eugênio Aragão, votou pela aprovação das contas com ressalvas; defesa de Dilma também já explicou irregularidad

Source: www.brasil247.com

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

No dia D de Dilma, TRE rejeita contas de Alckmin

Quando todas as atenções estão voltadas para a prestação de contas da campanha presidencial e para o voto do ministro Gilmar Mendes, relator das contas da presidente reeleita Dilma Rousseff, a surpresa veio de São Paulo; por 5 votos 1, o Tribunal Regional Eleitoral rejeitou as contas do governador reeleito Geraldo Alckmin; segundo o tribunal, na primeira parcial, deixaram de ser computados cerca de R$ 900 mil; na segunda, faltaram R$ 9 milhões; o advogado da campanha de Alckmin, Ricardo Penteado

Source: www.brasil247.com

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

Bolsonaro afronta Código Penal e ordenamento jurídico brasileiro

bloglimpinhoecheiroso

Bolsonaro34_Estupro

Ao propor a prática de crimes tipificados no Código Penal e no arcabouço legal brasileiro, Bolsonaro coloca-se fora da lei. Não é mera quebra de decoro.

Marco Aurélio Weissheimer, via Carta Maior

O deputado Jair Bolsonaro (PP/RJ) não é, definitivamente, um simples caso de quebra sistemática de decoro parlamentar. Esse decoro é a menor das vítimas do nada ilustre parlamentar. Ao dizer, da tribuna do parlamento, que não estupraria a deputada Maria do Rosário (PT/RS) porque ela “não merecia”, e ao defender o crime da tortura, Bolsonaro afronta o Direito e a lei brasileira. A fala do deputado, na terça-feira, dia 9/12, foi a seguinte:

“Não sai não, dona Maria do Rosário, fica aí. Fica aí, Maria do Rosário, fica. Há poucos dias você me chamou de estuprador, no Salão Verde, e eu falei que não ia estuprar você porque você não merece. Fica aqui pra ouvir.”

Os absurdos e…

Ver o post original 1.196 mais palavras

Gaspari critica discurso golpista de FHC

Segundo o jornalista Elio Gaspari, a expressão “legalidade ilegítima”, usada por FHC em seu último artigo, para se referir à vitória da presidente Dilma Rousseff, não faz sentido; “A legalidade do mandato da doutora deriva da aritmética. Ela teve 54,5 milhões de votos, e Aécio Neves, 51 milhões. Sua legitimidade ampara-se na Constituição”, diz Gaspari; ele afirma ainda que FHC flerta com o catastrofismo de um eventual impeachment, mas classifica a crítica de FHC como “nhenhenhém”, usando express

Source: www.brasil247.com

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

BC, Receita e TCU: contas de Dilma estão “adequadas”

Ao examinar as contas da campanha presidencial do PT, o Banco Central, a Receita Federal e o Tribunal de Contas da União chegaram à mesma conclusão: nada de irregularidades; “A palavra final caberá aos 7 ministros do TSE, mas a leitura dos laudos mostra que a vontade de punir era bem maior do que a presença de elementos consistentes para qualquer medida grave”, escreve Paulo Moreira Leite, diretor do 247 em Brasília, que traz a notícia em primeira mão; o TCU foi além: sugeriu que a tese que rela

Source: www.brasil247.com

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!