Adital – Perseguidos por sua orientação sexual refugiados conseguem proteção no Brasil

Adital –

Neda
deixou o Irã após várias censuras por suas formas de expressão e sua orientação
sexual. A experiência de estudar em colégio internacional e conhecer outros
países impulsionava-a a desejar pequenas liberdades contrárias às normas legais
impostas pelas autoridades do seu país.

Depois de
encerrar o Ensino Médio (e de ter um namorado na escola), Neda acompanhou seu
pai em uma viagem ao exterior, onde conheceu uma jovem estrangeira.
Inicialmente amigas, tornaram-se namoradas. Com o apoio dos pais, Neda chegou a
receber sua namorada no Irã. Mas, após este relacionamento, foi presa por
participar de uma festa exclusivamente feminina, pois as festas privadas no Irã
tornam-se suspeitas quando reúnem apenas homens ou mulheres – já que a homossexualidade
é considerada crime. 

Source: site.adital.com.br

See on Scoop.itBOCA NO TROMBONE!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.