Coluna do Totó. SOLIDÃO

Blog do Amstalden

Totó Foto

Segundo Miriam Subirana (“Atreva-se a Viver” – Vozes), estamos sozinhos, conosco mesmos, com nosso passado e presente. “Fugimos do silêncio porque fugimos da solidão. Na solidão a gente pode se ver realmente, dar-se conta e se transformar”.

Somos parte de um todo. Nossa solidão acabará quando a ele nos reintegrarmos. Para Fiódor Dostoievski, romancista e artista russo (1821-1881): “Todo ser humano tem dentro de si um vazio do tamanho de Deus”. Portanto, é impossível preenchê-lo com humanos. Nossa autosuficiência reluta aceitarmos isso; então não temos paz.

Mesmo querendo, não conseguimos fazer o outro – por mais amado que seja – sentir as coisas como nós. O inverso também é verdadeiro. Pessoas se dizem incompreendidas, como se fosse possível alguém penetrar seu interior. É exclusiva essa tarefa. O máximo a esperar do outro é que nos ajude a entender a nós mesmos. “Decifra-me ou te devoro”, dizia a esfinge. Passar a…

Ver o post original 529 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.