Alckmin vai cortar as indicações e o feudo de Andrea Matarazzo e Serra no governo de SP. Por José Cássio

  A decisão de Andrea Matarazzo de entrar na Justiça com uma ação contra João Doria nas prévias do PSDB, como anunciou o Estadão nesta segunda, 7, deve antecipar a queda da cúpula da secretaria da Cultura do Estado. Pelo menos dois nomes pertencem à cota pessoal e são intimamente ligados ao vereador do PSDB: o secretário Marcelo Mattos Araujo e a chefe de gabinete, Marília Marton. Marília é braço direito de Andrea. Ocupou a chefia de gabinete da subprefeitura da Sé quando ele foi subprefeito de José Serra, foi assessora especial da Secretaria de Coordenação das Subprefeituras, de 2006 a 2008, quando Matarazzo comandou a pasta, na gestão de Gilberto Kassab, e exerceu o cargo de assessora de gabinete …

Sourced through Scoop.it from: www.diariodocentrodomundo.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.