Moro ainda vai entender que, como Joaquim Barbosa, será descartado quando não mais for útil. Por Kiko Nogueira

  Desde o espetáculo promovido por Sergio Moro e sua Polícia Federal na sexta, dia 4, com a condução coercitiva de Lula, o juiz vem sendo obrigado, finalmente, a dar explicações. Emitiu uma nota sobre a operação e divulgou o despacho do delegado encarregado de enquadrar Lula. A justificativa era absurda: a intenção seria proteger a imagem do ex-presidente. Mas ele teve de falar. A reação à arbitrariedade, vinda até de tucanos como José Gregori e José Carlos Dias, além do ministro Marco Aurélio Mello, foi inescapável. Num jantar na quarta, dia 8, em Curitiba, disse que a Lava Jato não é responsável pela crise. “As investigações têm sofrido acirrados ataques. Houve até quem atribuiu a Lava Jato à recessão atual”, afirmou. “Fico consternado …

Sourced through Scoop.it from: www.diariodocentrodomundo.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.