Quem pagará as custas processuais da Lava Jato?

Oficina de Concertos Gerais e Poesia

Desafio à autoridade – o Supremo e nosso ordenamento jurídico estariam pagando os custos dos excessos da Operação Lava Jato?

Têmis

Em março de 2016, preocupava-me a desenvoltura com que a Lava Jato avançava sem freios hierárquicos sobre as garantias individuais dos investigados. Lembrava-me a “comunidade de informações” da época da ditadura, que não respondia a ninguém além de si própria, tornando-se uma ditadura dentro da ditadura. “O Mostro” como definida pelo seu criador, o general Golbery do Couto e Silva. Mostro que um dia comeu o próprio general.

Parecia-me claro que a Lava Jato estava se tornando um Judiciário dentro do Judiciário.

“Frente a atual crise política, creio que, tanto quanto questionar o que restará dos Poderes Executivo e Legislativo, nos cabe perguntar qual será o Poder Judiciário que dela sairá?”.

Pois bem, dois acontecimentos na mesma semana mostram-me que meus temores são justificados.

O bom negócio da Lava Jato

Ver o post original 879 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.