A felicidade real de Alain Badiou

LavraPalavra

Por Alain Badiou, traduzido por Daniel Alves Teixeira

Ao final de seu livro Métaphysique du Bonheur Réel (Metafísica da Felicidade Real, ainda sem tradução para o português), Alain Badiou recapitula os 21 pontos que sintetizam aquilo que para ele poderia ser chamada de felicidade real:


  1. A felicidade é o sinal infalível de todo acesso às verdades.
  1. A felicidade não é a recompensa da virtude, mas ela é a virtude ela mesma.
  1. A felicidade é a experiência afirmativa de uma interrupção da finitude.
  1. A felicidade é o afeto da vida verdadeira.
  1. A felicidade real é uma figura subjetiva do Aberto.

      6. A felicidade real é o afeto da democracia.

  1. A felicidade real é o gozo de novas formas de vida.
  1. Toda felicidade real supõe uma liberação do tempo.
  1. Não há felicidade senão para aquele que, de um indivíduo, aceita se tornar sujeito.
  1. Marchar sob o imperativo de uma Ideia verdadeira…

Ver o post original 179 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.