Janis: Little Girl Blue

Crítica (non)sense da 7Arte

janislittlegirlblue2

Houve um tempo em que parecia natural grandes talentos morrerem cedo. Criou-se uma aura de “viver intensamente e morrer jovem” e este parecia ser o destino de grandes nomes. Esta ideia surgiu após a morte prematura de pessoas como Janis Joplin, Jimi Hendrix, Jim Morrison e James Dean, entre outros. Conhecemos os mitos, mas dificilmente a história um pouco mais detalhada deles. Pois bem, Janis: Little Girl Blue é uma grande oportunidade de saber um pouco mais sobre esta grande artista que teve uma vida conturbada, mas que tinha um grande potencial para seguir carreira e que morreu de maneira estúpida.

A HISTÓRIA: Começa com uma gravação de áudio feita com Janis Joplin na qual ela conta porque ela gosta de cantar. Segundo a artista, a graça de cantar é que isso permite ela experimentar muitos sentimentos, e isso é divertido. Janis diz que pode sentir o que está na imaginação dela e que no show…

Ver o post original 3.017 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.