Memórias

Blog 2 Engenheiros

[Texto originalmente encaminhado para Concurso de Contos da Livraria Curitiba]

Ela olhava pelo espelho enquanto escovava seu cabelo os traços do tempo, já não tinha mais seus lindos cabelos loiros seu belo rosto que agora da lugar a um rosto cansado e cheio de rugas. A escolha de ir pro asilo tinha sido dela, desde seu ultimo incidente com a escada, ela mudou, se sentia um estorvo inútil apesar da insistência de seus filhos em cuidar dela, sabia o que queria e mesmo sabendo que a amavam, era o melhor a se fazer.Sua filha passaria ali para pegá-la dentro de duas horas, tinha pouco tempo para arrumar seus pertence,que ironia toda sua vida, suas memórias em uma única caixa, ela escolheu levar pouca coisa, apenas o essencial para sua nova vida, dinheiro isso já não lhe importava mais, resolveu dividir tudo e dar a eles no dia de sua morte, já estava…

Ver o post original 271 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.