Suecos vão trabalhar apenas seis horas por dia — Luíz Müller Blog

Do Notícias de Sábado/Portugal Há cada vez mais empresas na Suécia a implementar um horário laboral de apenas seis horas. Filimundos, uma empresa de desenvolvimento de apps, em Estocolmo, deu a boa notícia aos seus empregados há um ano. “As oito horas diárias não são eficientes”, disse ao site de notícias Fast Company, o CEO […]

via Suecos vão trabalhar apenas seis horas por dia — Luíz Müller Blog

PINOCHET, ADEMÁS DE GENOCIDA, LADRÓN — EL BLOG DE CARLOS

El ministro en visita de la Corte de Apelaciones de Santiago, Manuel Valderrama, dictó sentencia de primera instancia en el caso Riggs y condenó a seis oficiales del Ejército en retiro por malversación de caudales públicos y estafa, en beneficio directo de la familia del general Augusto Pinochet. Se trata de Jorge Juan Ballerino Sandford, […]

via PINOCHET, ADEMÁS DE GENOCIDA, LADRÓN — EL BLOG DE CARLOS

5 Frases Sobre Escrever — Por Helene Franzon

Como já falei nesse post aqui, escrever é parte constante da minha vida. De uma forma ou outra, a palavra no papel sempre é capaz de expressar sentimentos aparentemente inexplicáveis ou sem fundamento. E, apesar da função terapêutica de despejar suas entranhas num papel, há também o famoso ‘writer’s block’ que todo mundo já experimentou: […]

via 5 Frases Sobre Escrever — Por Helene Franzon

Crianças presidiárias —

Nem sei se neste aglomerado, ao lado da Empresa Gráfica da Bahia, no Retiro, existem facções. O que chama a atenção na imagem é a ausência de áreas de convivência, em ruas praticamente porta com porta. Coloque então conflitos armados aí dentro, realidade de muitos locais semelhantes nesta cidade, e você terá uma vaga noção […]

via Crianças presidiárias —

“Com que rosto ela virá?” —

A morte, surda, caminha ao meu lado, aceitou Raul. A morte está também na Sonata Nº2 de Chopin, mais visível no terceiro movimento. Estou assim, na contemplação e no encontro da beleza na morte, esta inevitável. Ela anda nos cercando. Os mais antigos colocam uma pedra nesta conversa. Vamos de música.

via “Com que rosto ela virá?” —

Nostalgia —

Do tédio dos domingos. De beber em avião. De larica. Dos rios da Chapada. De um macaquito vinho do primeiro encontro. Da alegria do primeiro filho. Da noite do nascimento dos três. Da descoberta da 5ª de Tchaikovsky, primeiro vinil Grammophon comprado na Carlos Gomes. Da boleia de caminhão, na carona. Da cidade de Tiradentes. […]

via Nostalgia —

Correr e andar por ai… — livreiro da esquina

Quando havia de resolver alguma coisa meu pai, na maioria das vezes gostava de andar pela cidade, se era ao dentista, padaria, comércio local, íamos andando, mesmo se fosse na outra ponta do bairro, com andar rápido de quem vai perder o horário, ficava sempre atrás dele, ouvia minha respiração ofegante, mas nunca parava e […]

via Correr e andar por ai… — livreiro da esquina