O ministro Gilmar e a contradança da Lava Jato

Oficina de Concertos Gerais e Poesia

O ministro Gilmar é um dos homens mais poderosos do que sobra da nossa República. Se vai para os jornais combater a Lava Jato é porque não conseguiu internamente contê-la.

Moro e Gilmar

Na Folha de São Paulo de 23 de agosto de 2016 uma entrevista do ministro Gilmar Mendes causou espécie. Referindo-se a forma de investigação da Operação Lava Jato, saiu-se com estas:

“Já estamos nos avizinhando do terreno perigoso de delírios totalitários. Me parece que [os procuradores da Lava Jato] estão possuídos de um tipo de teoria absolutista de combate ao crime a qualquer preço

Eles estão defendendo até a validação de provas obtidas de forma ilícita, desde que de boa-fé. O que isso significa? Que pode haver tortura feita de boa-fé para obter confissão? E que ela deve ser validada?

Não é de se excluir que isso esteja num contexto em que os próprios investigadores tentam induzir os delatores a…

Ver o post original 343 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.