Sabe, senhor…

Foto Luiz Baltar_metromangueira

São séculos de opressão, séculos de silenciamento, de sujeição a algo que você sabe que não presta, que não vale nada, que te mata. Mas o capital te faz se sujeitar aquilo, ele faz com que você se silencie, sofra, cale, abaixe a cabeça porque você é servo, nasceu para servir o outro, o outro que tem cor branca, nome e sobrenome, tem um endereço que é muito diferente do seu, ele é de outra classe, é de outra raça, ele não nos pertence nem em pensamento, ele nasceu só para nos explorar.
Eu, eu nasci para servir a este senhor. E, por saber que ele, o senhor, me explora, todos falam que eu devo calar, que devo ser moldada, não posso tocar nas feridas, não posso questionar, tenho que obedecer, obedecer ao senhor.
Mas, senhor, sabe quais feridas que carrego e você é culpado por isso? É a fome…

Ver o post original 116 mais palavras

Time Waits for no man!

People keep forwarding texts on various subjects and erroneous messages claiming it’s the gospel which is occasionally devoid of what it claims to inform.
What they forget is that, you the reader has made time to read and the callousness on their part to send lengthy messages at odd hours of the day makes it irritating. As if that’s not enough, almost all of such posts lack the courtesy of greeting the reader, and they have the guts to mention what will happen if you fail to read or forward to others.
Christ never barged into people’s affairs rudely…besides the favor he found before God and man (Luke 2:52), his courtesy drew people to him.
Please we all have 24 hours in a day be human enough to know what you are forwarding on any media.

Ver o post original

Jota Mombaça (1991-) — escamandro

“todas as cidades são inóspitas”, meu amor soterram eu y tú y elx mombaça, ciborgue no i-mundo em natown, cidade alagadiço fronteiriça; a pior cidade baldo desde drésden elx atravessa o poema corpo-colônia em hellcife, cidade alagadiço fronteiriça; a pior cidade baldo desde drésden elx desrritorializa o poema gordopass em cempausycinzas, cidade alagadiço fronteiriça; a […]

via Jota Mombaça (1991-) — escamandro

Salem and “Dark Tourism”

streetsofsalem

For a while I’ve been wondering where Salem fits into the academic field of “Dark Tourism”, a term coined by Scottish tourism professors John Lennon and Malcolm Foley in 1996 and utilized by a succession of authors, operating from a variety of perspectives and within several disciplines, over the past thirty years. There is even an Institute for Dark Tourism Research (at the University of Central Lancashire in the UK), and its director, Philip Stone, has crafted the most succinct definition of a concept-in-progress to date: ‘the act of travel and visitation to sites, attractions and exhibitions which have real or recreated death, suffering or the seemingly macabre as a main theme’. While this certainly sounds like October in Salem to me, it could also apply to many heritage tourism sites: Civil War battlefields, World War One cemeteries, concentration camps—much of Dark Tourism literature is concerned with the memorialization of…

Ver o post original 572 mais palavras

São Jerônimo (Tradutor da Sagrada Escritura) -Dia 30 de Setembro

Histórias de Santos

sao-jeronimo

Neste último dia do mês da Bíblia, celebramos a memória do grande “tradutor e exegeta das Sagradas Escrituras”: São Jerônimo, presbítero e doutor da Igreja. Ele nasceu na Dalmácia em 340, e ficou conhecido como escritor, filósofo, teólogo, retórico, gramático, dialético, historiador, exegeta e doutor da Igreja. É de São Jerônimo a célebre frase: “Ignorar as Escrituras é ignorar a Cristo”.

Com posse da herança dos pais, foi realizar sua vocação de ardoroso estudioso em Roma. Estando na “Cidade Eterna”, Jerônimo aproveitou para visitar as Catacumbas, onde contemplava as capelas e se esforçava para decifrar os escritos nos túmulos dos mártires. Nessa cidade, ele teve um sonho que foi determinante para sua conversão: neste sonho, ele se apresentava como cristão e era repreendido pelo próprio Cristo por estar faltando com a verdade (pois ainda não havia abraçado as Sagradas Escrituras, mas somente escritos pagãos). No fim da permanência em Roma…

Ver o post original 208 mais palavras