Dilma é derrubada. Cai também a tese da democracia — Blog da Boitempo

“O dia 31 de agosto do ano de 2016 acaba de entrar para os anais dos importantes acontecimentos da história nacional por conta da condenação – sem provas – da presidente da República Federativa do Brasil, Dilma Rousseff, não supérfluo o registro, reeleita pelo voto livre e direto em 26 de outubro de 2014 para um mandato de quatro anos (2015-2018). Foi uma cassação política, um golpe! As razões que a levaram a tal condição, do ponto de vista político, ainda hão de ser em detalhes investigadas; da mesma maneira, não será nessas linhas que irá se expor, em seus pormenores, os fundamentos que infirmam a legalidade e a legitimidade do processo, por certo, então, o predicado que lhe adjudica de golpe, de ruptura com as leis institucionais. O que tentaremos iluminar nessas breves linhas é exatamente o desenraizamento, ou a fetichização, daquilo que parcela expressiva da esquerda patrocinou, alimentou, e que agora, a própria história prática, real, e não a teoria, acaba de refutar e faz vir ao chão: a democracia.”

via Dilma é derrubada. Cai também a tese da democracia — Blog da Boitempo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.