O papelão tragicômico da Lava Jato – Que tempos, meu Deus! Que tempos vivemos! — A Justiceira de Esquerda

Arpeggio – Coluna diária do editorPor Miguel do RosárioQue tempos, meu Deus! Que tempos vivemos!Podemos dizer que tudo começou com aquela frase fatídica de Rosa Weber: não tenho provas para condenar José Dirceu, mas a literatura me permite fazê-lo.Aquela frase marca uma era, é o resumo de toda uma época histórica, que começa em meados…

via O papelão tragicômico da Lava Jato – Que tempos, meu Deus! Que tempos vivemos! — A Justiceira de Esquerda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.