Políticos Gays: Confusões De João Miguel Tavares

esQrever

Depois de Sócrates, João Miguel Tavares volta hoje ao seu segundo tema-fetiche: os gays. Após vários textos sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo e as dádivas de sangue – que abordámos aqui – hoje a perspectiva debate-se sobre a ausência de políticos assumidamente gay em Portugal. Com a desculpa do lançamento do livro do Arquitecto-Jornalista-Asco José António Saraiva, começa por espalhar a sua ignorância ao escrever que “revelar as preferências sexuais de quem quer que seja compete exclusivamente ao próprio“. Mas afinal estamos a falar de orientação sexual de uma pessoa ou de suas preferências sexuais?

A orientação sexual – seja ela qual for – é uma questão de identidade pessoal, como tal não está relacionada com a vida privada de uma pessoa. Por outro lado, preferência sexual é um detalhe absolutamente íntimo, sim, mas há que não misturar os termos. Eu sei…

Ver o post original 495 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.