BELCHIOR, “Apenas um rapaz latinoamericano” (Português / Castellano).

richasantana

TEMAs..:  belchior/ceará/composición/cantautor/cultural/sociologico/latino-america/critica

&&    BELCHIOR    – APENAS UM RAPAZ LATINOAMERICANO &&

belchior-rapaz

VIDEO:

 

(TEXTO CON LA FINALIDAD DE ESTIMULAR LA LECTURA Y LA COMPRENSIÓN DEL IDIOMA PORTUGUÊS).

Eaeh galerinha… Esta pagina foi criada para estimular o intercambio de idiomas (português & castellano) para a compreensão comum na América Latina. Também para a introdução do idioma “Castellano” na educação pública no Brasil.

FORÇA AMÉRICA LATINA …. Obrigado pelo espaço.

 

 

LETRA/CANCIÓN..: Apenas um rapaz latino-americano

ARTISTA..: Belchior (Sobral – Ceará)

ÁLBUM..: Alucinação (1976)

 

 

(BREVE) NOTA – BIOGRAFIA..:    O nome dele é grande; Antônio Carlos Gomes Belchior Fontenelle Fernandes, porém é conhecido simplesmente como Belchior.
Este cearense de Sobral completa 65 anos de idade neste dia 26 de outubro.

Belchior foi um dos primeiros cantores de MPB do nordeste brasileiro a fazer sucesso nacional, na década de 1970.

A família dele era cheia de artistas: O pai tocava flauta…

Ver o post original 1.019 mais palavras

Agony

Isola

 Agony

11187454_1577217955900782_6242013829021338361_o Photo by Ivana Bella

The agony of fight. I fought for something I believed in for so long. I no longer do.
I broke my back and twisted my neck being tossed across the ocean back and forth like a ping pong ball more times than I have the courage to admit.
Bled from every blister on my hands from every bag lifted, carried and put on my shoulders. Rest always evaded.
Compromised, sat on a chair across the table so no touch of a hand or caress of a fingertip would interupt the listening. And I listened, never took umbrage at any suggestion to do things differently, I changed the way I think and feel, cut my hair, became prettier, painted my nails a different shade of perfect.
Bit my tongue and bent my knees at his feet and went silent on demand.
Forgave everything.
It wasn’t enough.

Ver o post original 173 mais palavras

Por que não há um anti-peemedebismo?

rsurgente

Foto: Galileu Oldenburg/Divulgação/PMDB) Foto: Galileu Oldenburg/Divulgação/PMDB)

Na última década (ou mais) cultivou-se com afinco, particularmente no RS, o chamado antipetismo. Não que o PT não tenha cometido graves erros – que cometeu -, mas esse antipetismo foi motivado mais pelos acertos dos governos que o partido teve aqui no Estado. Eles foram de tal dimensão que, hoje, até figuras como Marchezan Jr. são obrigados a tecer elogios ao Orçamento Participativo e ao Fórum Social Mundial, mesmo não tendo nenhuma identidade com o que eles representam. Uma questão que fica é: por que não há um anti-peemedebismo depois de governos como os de Pedro Simon, Antonio Britto, Germano Rigotto, José Fogaça e José Ivo Sartori? Qual o legado que esses governos deixaram que chega perto de um OP ou do que representou o Fórum Social Mundial. Chegou a hora de cultivar um anti-peemedebismo??

Ver o post original