Resenha: “O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares”

Falando em Literatura

“Sonho não é, morte não é;
Quem parece morrer, vive.
A casa aonde nasceste,
Os amigos de tua primavera,
Idoso e donzela,
O trabalho diário e sua recompensa,
Refugiando- se em fábulas,
Não se lhes pode amarrar.”
(de Ralph Waldo Emerson, poeta americano falecido em 1882- poema que antecede o prólogo)

Uma boa safra de livros juvenis: “Harry Potter e o legado maldito” (J.K. Howling, 2016), ” O chamado do monstro” (Patrick Ness, 2011) e “O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares” (Ransom Riggs, 2015), todos terão suas respectivas resenhas aqui. “Juvenis”, porque apropriados para jovens, mas não excluem o leitor adulto, já que são histórias interessantes, cheias de magia, divertidas e sempre deixam alguma lição, como as fábulas. Fazem bem, independente da idade.

Pela primeira vez um filme americano estreia primeiro no Brasil (29), que no resto do mundo (30), inclusive nos Estados Unidos. Leia a resenha, pois assim você…

Ver o post original 941 mais palavras

Um passeio pelo universo macabro de John Kenn Mortensen

Composto Devaneio

Perdida no mundo da ilustração, encontrei John Kenn Mortensen. Ele escreve e dirige programas de TV para crianças e em suas horas livres, faz desenhos perturbadores e incríveis.

Acompanhe seus trabalhos.
Tumblr Donkenn
Instagram
Facebook

Ver o post original

Física e Literatura? O que Júpiter, você e Machado de Assis têm em comum?

Bons são os autores que conseguem extrair do universo e de seus sinais matéria para entender a própria vida.

O trecho a seguir pertence ao livro Memórias póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis, que foi publicado originalmente em 1880, e é considerado por muitos críticos o livro da virada de Machado.

Brás Cubas é um defunto autor, homem de meia idade que morre e escreve suas memórias do Além. Irônico, egoísta e volúvel, ele comenta tudo que viveu e o que pensa sem se preocupar com as aparências sociais exigidas em vida.

Além disso, a personagem também solta suas teorias filosóficas, algumas emprestadas de outros autores, outras cunhadas pelo próprio Brás Cubas, como esta, que mistura ciência e filosofia e retrata bem as opiniões de Brás Cubas (e do próprio Machado) sobre as sucessões da vida, a passagem do tempo e a unidade de tudo isso. A ocasião é o enterro do marido de…

Ver o post original 765 mais palavras

A importância do lúdico

POUCAS PALAVRAS

Ultimamente temos levado uma vida encharcada de realismo e de realidade, onde o quê mais importa é o concreto, tanto o cinzento que nos rodeia, como aquilo que nos é palpável e visível. Queremos sempre a lógica das coisas, o racional, aquilo que nos faz sentido e não nos cause ilusões, com isso, nos tornamos pessoas carrancudas, incapazes de admitir a possibilidade que a vida é muito mais mágica do que lógica.

Enchemos nossas horas de compromissos e, o pior, temos feito o mesmo com nossas crianças, que, em muitos casos, precisam até de uma agenda para anotar os intermináveis cursos que são obrigadas a fazer, durante os intervalos de suas aulas escolares. Fechamos o cerco de tal forma que não sobra espaço algum para aquilo que não seja compromisso. Estamos, involuntariamente, roubando o lúdico de nossas crianças.

É certo que a vida é muito mais que uma ilusão, que…

Ver o post original 293 mais palavras

A Luxury Off-Grid Getaway

ALK3R

For those who lack a hideaway among the nature but don’t want to give up on the comfort of a city life, The Autonomous Tent seems like a perfect choice, offering a luxury camping experience. Designed by architect Harry Gesner and installed by an American startup, The Autonomous Tent was engineered as a permanent structure, but can be also easily removed without leaving a single trace.

Ver o post original 93 mais palavras