Homem forte do prefeito eleito, João Doria (PSDB-SP) é acusado de usar uma rede de offshores para ocultar ser dono de uma firma que deve mais de R$ 61,7 milhões

Brasil, o país dos Bilhões em corrupção

Jornal do Brasil+AAImprimir

Homem forte do comitê financeiro da campanha do prefeito eleito, João Doria (PSDB), e cotado para comandar a estrutura que vai organizar as concessões e privatizações na gestão do tucano, o empresário Juan Quirós teve todos os bens bloqueados pela Justiça paulista em 2014 e responde a ações por sua atuação na esfera privada. as informações são da Folha de S. Paulo.

A reportagem afirma que ao todo seis propriedades da família foram bloqueadas em processo “no qual Quirós é acusado de usar uma rede de offshores para ocultar ser dono de uma firma que faliu.”

Ainda segundo a Folha, Quirós, que hoje é presidente da Investe SP (agência do governo do Estado responsável por fomentar o investimento em São Paulo), “é réu em ações trabalhistas e movidas por empresas envolvendo sua atuação à frente da empreiteira Serpal. Ela integrava um…

Ver o post original 299 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.