Venezuela: “Nem golpe de Estado, nem intervenção estrangeira”

SENHOR X

Fernando Rosa

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, exerceu digna e corajosamente o poder para o qual foi eleito pelo voto popular. Ante mais uma tentativa de golpe parlamentar na região, enfrentou os golpistas e chamou o povo à resistência e à luta. “Nem golpe de Estado, nem intervenção estrangeira”, disse ele alto e bom som. Aliás, no meio do povo, mobilizado em defesa da democracia e da soberania.

Ao contrário do Brasil, onde as lideranças seguem fugindo do problema, Maduro deixou claro de onde vem o golpe, e quais são as suas intenções, como fez Erdogan na Turquia recentemente. E mais do que isso, mobilizou o povo, conclamou as Forças Armadas a defender a Pátria, foi até o Papa e abriu amplas negociações. A oposição e seus patrões norte-americanos espernearam, mas vão pensar duas vezes em promover uma guerra civil.

O “script” do golpe na Venezuela é o mesmo…

Ver o post original 282 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.