Ilusão

Textos e mais textos

Abri minha caixa de inventos, buscando me livrar de todo um tormento, tentando evitar lamento, e me perco no momento. Momento de reflexão, paixão, confusão, perdição.

Me reconstruo e encaro a perda do que antes escrevia, relia, fazia, numa singularidade ímpar. A beleza dos textos nunca postados me desola, isola, assola.

No emaranhado confuso e difuso que me encontro, vou tão fundo quanto a busca por respostas me permite ir. E na tentativa desesperada de sair, me enrolo, me puxo, me frustro.

Afinal de contas…

Respostas pra quê? Respostas pra quem?

Ver o post original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.