desencaixe

belo texto. minha cara. abs.

Canário

Você é a minha camisa favorita que não serve mais. Você é a louça acumulada na cozinha. Você é a estação que a antena do meu rádio não encontra. Você é a estrada cheia de buracos, e olha só: hoje eu vim descalço. Você é o Filho que vai e eu sou a Mãe que fica. Você os galhos secos e eu as folhas no chão. Você a saída de incêndio e eu a porta de entrada. Você o filme e eu os créditos finais. Você é o nó cego que a gente faz no cadarço por causa da pressa de amarrar o tênis pra sair de casa. Você o castigo, eu o pecado. Você é a prática e eu a teoria. Quando eu sou a prática você é a teoria. Você esquece, eu anoto. Você despreza, eu contextualizo. Você diz não, eu digo talvez não. Você cansa, eu luto…

Ver o post original 132 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.