Homossexualidade e Toxicodependência – A díade improvável

esQrever

Como estudante apaixonada e futura psicóloga, estoicamente afirmo não me rever nas declarações prestadas pela Drª Maria José Vilaça, profissional nesta área que tanto me fascina. A mesma, desempenha o cargo de Presidente dos Psicólogos Católicos, e a verdade é que com elevados cargos advém maior responsabilidade!

Deste modo, as nossas atitudes e decisões tomam agora uma importância mais acentuada para os demais, na qual raciocinar antes de expressarmos as nossas ideias é a receita secreta para que as nossas declarações sejam coerentes! Mas, vamos ser coerentes e analisar as afirmações de tal sujeito.

Foi, então no fatídico dia 13/11/2016 que Maria José Vilaça, num artigo direcionado para questões de identidade de género, afirma o seguinte: “Eu aceito o meu filho, amo-o se calhar até mais, porque sei que ele vive de uma forma que eu sei que não é natural e que o faz sofrer. É…

Ver o post original 807 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.