Conteúdo de Moda é coisa séria

Ivy Lemes

Não são poucas as marcas e, principalmente, lojas virtuais que nascem todos os dias. Com a facilidade na construção de sites e opções de divulgação em redes sociais, basta ter um aparelho conectado à internet para iniciar seu negócio.  No facebook, instagram e outras ferramentas “prontas”, todo mundo pode fazer seu próprio marketing. Mas será que é bem assim?

Nos últimos meses iniciei um trabalho de curadoria para uma loja colaborativa, o que me fez passar horas avaliando empresas inscritas, seus sites e fanpages; e não são poucas as marcas (não apenas de moda) que pecam na hora de falar sobre o que vendem. “Peça super clássica”, “modelo exclusivo”, “ícone fashion” são palavras muito bonitas para valorizar um produto. Mas antes de publicar, é preciso questionar-se: esse produto é clássico? O que é um clássico? A peça em questão é exclusiva? Qual o significado de uma roupa exclusiva? Essa…

Ver o post original 358 mais palavras

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s