The death

Acreditavam em Deus: pregavam amor e prendiam: surgia dali diariamente uma figura – da cor do diabo, diriam. Mas do capiroto ninguém ousa falar, porque ele é o inimigo – paft pleft. O inimigo por quem tudo é responsável, por dificultar as nossas vidas e enlouquecer os cordeiros de deus… De deus. E será que deus existe? Ninguém sabe, mas o inimigo… Eita, que esse é dos brabos.

A figura, como eu bem dizia, é caótica. Não possui chifres vermelhos, não tem o corpo tortuoso, pelo contrário, ainda há muitos que por ele cairiam em completa volúpia… Os fios? São longos, eu juro juradinho. E a face? É humana, há até quem diga que possamos vê-los nos espelhos… E eu reflito, enquanto, escuto e associo a mãe.

Mãe: da figura que devia proteger, criar, cuidar e te acalentar. Mãe, daquela repetição do Pink Floyd. Eu escuto em pleno crack, cocaína…

Ver o post original 214 mais palavras

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s