Chapecoense e a reflexão sobre a morte

Miscelânea Radical

img_3256Segunda-feira de manhã sai de casa cedo para ir trabalhar. No caminho, onde a pista é duplicada e tem uma curva, vi que a mureta que dividia as pistas estava parcialmente destruída em um trecho de uns 30 metros e nas pistas contrárias um enorme caminhão estava atrevassado batido num barranco. Perto do caminhão tinha um sedã branco – um carro da Lexus provavelmente – com o capô batido, mas não deve ter batido tão forte porque o airbag não tinha acionado. O carro certamente freou a tempo de evitar um impacto mortal. Era umas 7:15 da manhã e esse acidente cinematográfico provavelmente ocorreu minutos antes de eu passar por ali. Estava claro que o motorista do caminhão dormiu no volante quando estava na pista externa de um lado a toda velocidade e atravessou todas as outras na curva a ponto arrancar a mureta e o guard rail juntos. Eu…

Ver o post original 178 mais palavras

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s