Nocturne (Blue Grosbeak)

O at the Edges

file0001285095497

Nocturne (Blue Grosbeak)

Why tremble
when nothing
arrives to be seen?

The architecture
of the day
comes and goes

in the same
heartbeat,
a disturbance

more felt than heard.
But listen.
The grosbeak sings

his presence
and departs,
leaving behind

the echo
of a motion
blending with night.

The air is cool.
A leaf utters
its own message

and falls
unnoticed.
Nothing awaits it.

This first appeared in February 2015.

file8891250781951

Ver o post original

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s