Peace of Paper

a farpa

Já antes mencionei o extraordinário facto histórico ocorrido a 30 de Setembro de 1938 quando o Primeiro Ministro Inglês de então, Lorde Neville Chamberlain, junto com o seu congénere Francês, Edouard Deladier, e Italiano, Benito Mussolini, assinam um Tratado de Paz com a Alemanha Nazi de Hitler para que não invada a Checoslováquia. O Tratado de Munich.
Em causa estava o interesse económico e industrial no País, assim como os três milhões de cidadãos Alemães residentes por lá.

Estava em causa também o inicio de um conflito Europeu, grave para as políticas estruturais de então.

Apesar do Tratado de Paz ser assinado nas primeiras horas de dia 30, fica timbrado a 29 de Setembro de 1938, selando a Paz que pouco ou nada duraria, ou ditando o valor da palavra dada nestas ocasiões.
Famoso mesmo é o pedaço de papel de alvíssaras com o discurso de Chamberlain ‘Peace for…

Ver o post original 218 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.