UNA VISITA DE 360º AL METRO DE MOSCÚ — EL BLOG DE CARLOS

Si todavía no conoce el metro de Moscú, una de las principales atracciones de la ciudad, es algo que realmente merece la pena. Antes de tomar un avión aquí tiene una muestra de lo que se va a encontrar. Este video de 360º crea una auténtica inmersión y le permite ver lo que hay a […]

via UNA VISITA DE 360º AL METRO DE MOSCÚ — EL BLOG DE CARLOS

Renan está certo, mas não pode reclamar | Brasil 24/7

“A democracia brasileira não merecia este fim”. O ainda presidente do Senado, Renan Calheiros, fez o lamento referindo-se a seu próprio afastamento do cargo, por decisão monocrática de um ministro do STF. Ele está certo, os construtores e herdeiros da democracia também lamentam mas Renan não pode reclamar: ajudou a cavar a primeira ferida funda na democracia ao apoiar o afastamento de uma presidente eleita sem crime de responsabilidade demonstrado, para viabilizar a posse de seu correligionário Michel Temer e a instauração de um programa de governo oposto ao que foi referendado pelas urnas de 2014; Tereza Cruvinel põe o dedo na ferida e diz que a democracia já morreu faz tempo

Fonte: Renan está certo, mas não pode reclamar | Brasil 24/7

Primeiramente, fora fascismo | Brasil 24/7

“O Fora Temer tornou-se algo irrelevante, como irrelevante é a figura patética do usurpador. Temer é mero peão descartável no jogo pesadíssimo do poder no Brasil”, escreve Marcelo Zero, em artigo para o 247; “Na anomia institucional em que o Brasil foi submergido, arde uma fogueira das vaidades que carboniza direitos e garantias individuais e o futuro do país. Na crescente loucura autoritária, todos os grandes fundamentos da democracia estão comprometidos, do habeas corpus à separação entre os poderes. Nossa única saída é repor a soberania legitimadora do voto popular para salvar nossas instituições democráticas. O golpe precisa ser desfeito e o fascismo precisa ser combatido da única forma viável: a via democrática”, diz ele, que defende: “Primeiramente, fora fascismo. E, em primeiro lugar, sempre, sempre, o poder emanado do povo”

Fonte: Primeiramente, fora fascismo | Brasil 24/7

Tijolaço: Cármem Lúcia preside o STF de que país? | Brasil 24/7

O jornalista Fernando Brito, do Tijolaço, ironiza declaração da presidente do Supremo que disse não ver conflito entre os Poderes da República; “A Presidente do Supremo Tribunal Federal parece habitar outro país. Disse hoje aos jornalistas que “não vê conflito entre os Poderes da República devido a decisões, como o afastamento liminar de Renan Calheiros da Presidência do Senado”, comenta

Fonte: Tijolaço: Cármem Lúcia preside o STF de que país? | Brasil 24/7

Tijolaço: Cármem Lúcia preside o STF de que país? | Brasil 24/7

O jornalista Fernando Brito, do Tijolaço, ironiza declaração da presidente do Supremo que disse não ver conflito entre os Poderes da República; “A Presidente do Supremo Tribunal Federal parece habitar outro país. Disse hoje aos jornalistas que “não vê conflito entre os Poderes da República devido a decisões, como o afastamento liminar de Renan Calheiros da Presidência do Senado”, comenta

Fonte: Tijolaço: Cármem Lúcia preside o STF de que país? | Brasil 24/7

A guerra dos intocáveis convulsiona o país | Brasil 24/7

“Os eventos que precederam a decisão do juiz do STF Marco Aurélio Mello de afastar Renan Calheiros da presidência do Senado podem ser produto de mera e incrível coincidência. Mas podem, também, ser fruto do encadeamento de eventos sucessivos, ocorridos em meticulosa e nada ocasional sequência”, escreve Jeferson Miola; segundo ele, “o objetivo principal foi alcançado – ficou completamente comprometida a votação do projeto contra o abuso de autoridade, que estava na pauta de votação do Senado deste dia 6/12”; Miola afirma que “mirar as armas de um poder de Estado contra o chefe de outro poder de Estado com o objetivo de fortalecer determinado poder corporativo é, todavia, uma vertente para o fascismo. É inaceitável o ativismo político de segmentos do judiciário, ministério público e polícia federal, que carecem da legitimidade do sufrágio popular para atuarem na arena política”

Fonte: A guerra dos intocáveis convulsiona o país | Brasil 24/7