Santiago Santos: Da Inútil Vantagem de Dizer Adeus

LOID

unnamed

Quando mamãe apareceu em casa, eu não soube que era mamãe. A imagem se cristalizou com as fotos que papai mostrava, de mamãe me segurando no colo ou segurando Veruska, cozinhando, trocando minha roupa, me dando banho. São poucas as memórias vivas, tão poucas que acredito serem só as lembranças forjadas de um vídeo dela que papai deixava guardado numa pasta esquecida do computador; passei a pensar depois de um tempo que tudo que eu lembrava de minha mãe era fruto daquele vídeo, e depois de assistir O Show de Truman comecei a achar que na verdade minha mãe foi uma atriz paga pra fazer aquelas fotos e aquele vídeo e depois desapareceu, e minha verdadeira mãe teria morrido no parto ou me renegado ou talvez meu pai tivesse me adotado e nem conhecesse minha mãe; enfim, a lembrança quebradiça dela era bastante sorrateira, ia e vinha, mas quando vinha…

Ver o post original 792 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.