ÀS MARGENS DO RIO

Lindo

Deixe Crescer

SONY DSC

“Às margens de um rio, estou sentado e molhando meus pés.
Percebo a impressionante calma que há nesse momento e, por mais que eu queira que isso dure pra sempre, sei que uma hora tudo mudará.
Às margens do rio me pego pensando.
Em acontecimentos passados e nos que não foram possíveis.
Em pessoas que chegaram e ficaram, e outras que vieram e partiram no mesmo vento.
Nas que tocaram meu coração repentina e despretensiosamente, e nas que levaram um pedaço dele, sem nem ao menos dizer uma palavra.

Às margens de um rio, que se assemelha com a vida, concluo que nem sempre fui de acordo com a corrente.
Me vi desviando das pedras, pegando atalhos desnecessários e, quando notei, me perdi. Sem placas, sem mapas, sem nada para me orientar.
Me perdi. Tanto que me senti sozinho e amedrontado.
Me via num lugar onde não conhecia nada.
Também…

Ver o post original 498 mais palavras

Glass Sculptures by Shayna Leib

Quill & Parchment

After several trips during which she could explore the seabed, artist Shayna Leib made incredible sculptures inspired by movements of water currents on marine animals such as anemones. Designed in the glass, the colours and shapes used are simply beautiful. Read more directly from the source.


Ver o post original

Elefante amor: Fotógrafo mostra o lado emocional dos gigantes

VIVIMETALIUN

Elefantesadoram as suasfamílias,tantoquantonós. EstasbelasfotografiasporWolfAdemeitcapturamoelefantes  e lindoamor.Elessãogentisegigantesemocionais,que se deleitamemumrecém-nascido,choramemumamorteejogarcominteligênciaealegria.Umcolarpodesalvarumafamíliainteira de elefante.Comoelescirculamlivrementeemsuaterra natal, ao longo de vastasáreas.
Lobotemamavelmenteutilizemosestasimpressionantesimagensparaarrecadardinheiroparacomprar o elefanterádiocolaresparasalvar as últimas200elefantesde Virungaformar,nasmãosdecaçadores.

Ver o post original

10 reasons why Christmas is dangerous

TanGental

Christmas is about peace and goodwill and food and sharing and family and, well, it’s a damn risky time really. I’m not saying it’s up there with Donald Trump’s double or a Chernobyl chimney sweep in terms of taking the gloss off your day but in my time I’ve had a few close encounters of the cracker kind so let this be a warning

1. I have this thing about mantelpieces. They look pretty all decked out in tinsel and yew with stockings hanging off the end but, see, they have two flaws. First, they stick out and second they are bloody hard. So when I’m bending over, retrieving a chestnut or placing a Yule log, the chance of me returning to the horizontal exactly where the edge sits in the space time continuum is directly proportional to my lack of spatial awareness. As in this equation:

(my vertical velocity…

Ver o post original 879 mais palavras

La obsesión yanqui por matar a Fidel. Por Fabián Escalante Font

La pupila insomne

En estos días, uno de los temas noticiosos más connotados –-a propósito de su desaparición física– ha sido la personalidad, impronta y legado de Fidel Castro, la huella dejada en sus contemporáneos, el ejemplo de tenacidad, disciplina, valentía, solidaridad, optimismo, su visión de futuro; a la par que muchos han recordado los numerosos planes, complots y conspiraciones que Estados Unidos urdió durante más de medio siglo para asesinarlo.

Ver o post original 1.266 mais palavras