From ‘Yes We Can’ to “how could we?”…

a farpa

O discurso final de Barack Obama enquanto 44º Presidente dos Estados Unidos da América foi tudo aquilo que se esperava.
Revelou justo o ponto de sal que o jargão ‘Yes We Can‘ se comprometeu, logrando falhar em toda a sua linha, com a elegância do carisma que apenas Obama tem.
É certo que as suas vitórias suplantam os falhanços, mas é justo esta a hipocrisia que mantem um político à tona, sendo que o imiscuir Estado Unidense na Liberdade alheia, impondo Democracias onde elas não existem ou se buscam singrar, é um clássico que remonta a uma memória perdida.

Mas e falhou?
Face à herança de Bush, venceu numa economia destruída de um país vergado ao terrorismo.
Ficou por cumprir Guantanamo, mas numa realidade pós DAESH, não será acertado manter dito local em funcionamento?
O equilíbrio político/militar/social e económico são vertentes complexas numa contemporaneidade de alguém…

Ver o post original 341 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.