O “Nobel” da guerra

SENHOR X

Fernando Rosa

A histeria da mídia norte-americana, combinada com a sabujice da Rede Globo por aqui, dão a medida exata do grau de desespero da gangue imperial-bélica-rentista diante da derrota nas eleições nos Estados Unidos. Os últimos acontecimentos, por outro lado, também estão servindo para desmascarar o “amigo” Barack Obama, empenhado em deixar de herança um clima de guerra para além dos seus oito anos de terror.

Apesar das lágrimas na despedida, Obama não só é o presidente norte-americano “mais tempo em guerra”, como seus oito anos de governos, em parceria com sua fiel escudeira Hillary Clinton, foram marcados por espionagens, assassinatos e golpes de Estado. Em seus dois governos, por exemplo, ocorreram os golpes de Estado em Honduras, no Paraguai, no Brasil e, mais recentemente, a tentativa frustrada na Turquia.

Ironicamente ganhador do Prêmio Nobel da Paz, em 2009, Obama está concluindo seu governo também como o único presidente…

Ver o post original 347 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.