Ao longo de 8 anos, mulher cria vídeo intimista para mostrar sua luta contra doença mental

VIVIMETALIUN

Quando tinha 10 anos, a norueguesa Ida Storm começou a cortar seus braços e pernas. Essa foi a maneira que ela encontrou de lidar com suas mudanças de humor abruptas e impulsividade. Demorou alguns anos, no entanto, até que ela fosse diagnosticada como Borderline, portadora do transtorno de personalidade limítrofe, que a transformaria em alguém diferente das outras pessoas.

Ida é do tipo oito ou oitenta, ame ou odeie, tudo ou nada. Com crises de ansiedade e também de depressão, o transtorno afeta a forma como ela percebe a si mesma e também nas atividades do dia a dia. Aos 18 anos, ela ganhou uma câmera de vídeo e começou a gravar clipes curtos em que fala sobre suas batalhas diárias e sobre como se sente. Os vídeos, captados ao longo de oito anos, foram transformados no filme “Ida’s Diary” (Diário de Ida, em tradução livre), que está disponível para…

Ver o post original 125 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.