Rebelião em delegacia de Gravataí ameaça enforcar presos para diminuir superlotação

rsurgente

Dez presos se rebelaram e ameaçaram enforcar três outros detentos que foram amarrados junto às grades. (Foto: Ugeirm/Divulgação) Dez presos se rebelaram e ameaçaram enforcar três outros detentos que foram amarrados junto às grades. (Foto: Ugeirm/Divulgação)

No dia em que o governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, assinou, no Palácio Piratini, um contrato de adesão ao chamado Plano Nacional de Segurança, do governo federal, policiais civis da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Gravataí viveram uma manhã de terror. A DPPA do município da Região Metropolitana vive um problema que se tornou crônico nos últimos dois anos: as carceragens estão superlotadas de presos que chegam a passar várias semanas nas mesmas sem banho, condições mínimas de higiene e de alimentação. Na manhã desta sexta, dez presos se rebelaram e ameaçaram enforcar três outros detentos que foram amarrados junto às grades. Com auxílio da Brigada Militar e da Guarda Municipal, os policiais civis conseguiram controlar a rebelião, mas os presos avisaram: se mais alguém for…

Ver o post original 416 mais palavras

La más de las hermosas

Letras & Poesía: Literatura Independiente

Raudal de sonrisas, inspiración de enamoradas y artistas.
Chubasco de nuevas esperanzas sobrevuela los campos.
Nuevos pétalos para las flores.
Melancolía intermitente con frescura de la tarde.
Romancero para el pequeño que duerme.
Preocupación a quien se dirige raudo a su trabajo.
Hilos de plata efímeros tejen las telas que nunca existieron.
Desfile de coronas majestuosas forjadas en goterones.
Lodazal en playeras y pantalones divertidos.
Aflicción para las madres y lavadoras.
Vertedero de historias.
La más de las hermosas: la bella lluvia.

Finalista y seleccionado para la Antología del Primer Certamen Internacional de Poesía “Primavera” organizado por la Editorial Letras como espada (España).

Por: Alexandro Arana Ontiveros (México)

alexandroarana.wordpress.com


Únete a nuestras redes:

facbook             twitter-icon-circle-logo             instagram-icon-3cd2e3790075e545be9ea3a14fe12baf             tumblr_256             social_youtube_63

Ver o post original

An open letter to the world.

keralas.live

peacock-3

A six – year – old`s reflection on global warming and world peace.

Recently my little boy did a speech on global warming and world peace in one of the functions here in Manchester. The content was, we the people of earth must join together and help each other and stop all wars and global warming. We can do so much to help each other to live a good life and live in a better world.

peacock-1

peacock-2peacock-4

NB: The above peacock is made of dill leaves, pear, kiwi, blue berries, water cress, mustard cress, carrot and cardamom seeds. And the feathers with dill leaves, kiwi, carrot and grapes.

Ver o post original

Eu quero fazer o divórcio no cartório!!

Ostjen

Somente divórcios sem brigas, sem litígios poderá optar por esta modalidade. A realização do divórcio consensual em cartório é possível desde 2007.

Os requisitos para que você possa realizar o seu divórcio extrajudicial são:

  1. Filhos maiores de idade:
    O divórcio consensual somente poderá ser realizado em cartório caso o casal não tenha filhos menores ou incapazes (art. 1.124-A do CPC). Na hipótese de que possua filhos nesta condição, o divórcio somente se realiza pela via judicial.
  2. Presença de advogado
    Para a realização do divórcio em cartório, é imprescindível a presença de um advogado (art. 1.124-A, § 2º do CPC), o qual não poderá ser indicado pelo cartório (art. 9º da Resolução nº 35/2007 do CNJ). O advogado poderá representar ambas as partes, ou seja, não é necessária a presença de um advogado diferente para cada parte.
  3. Acordo de Separação de bens
    Na escritura pública de divórcio deverão constar as disposições…

Ver o post original 464 mais palavras

What came first, the telly or the sofa?

pensitivity101

Interesting observations on my walk this morning with the dog, but first I’ll take you back almost forty years to my first marriage and first house (it will only be a short visit).

The room was 12′ by 18′ into the recess that classed as the ‘diner’ bit of our lounge/diner.
With a door leading out directly into the back garden, it was fortunate that we didn’t have a lot of furniture when we set up home.
We knew our neat and comfortable layout would be ruined as soon as we got a telly, as the only place for it was in the corner by the window, currently occupied by our Hi-Fi system.
We were right.

Ver o post original 721 mais palavras