La Nuit Des Masques

Cereal & Gardenal

Existem textos que me tocam de uma maneira que não saberia explicar, como um idioma desconhecido, bonito de escutar mas que eu não entendo. São como sussurros em minha mente, e ficam lá rondando, vindo de mansinho como as espumas das ondas que fazem cócegas nos pés. E um dia, sem nenhuma aviso estes textos e poesias se fazem entender. Um deles é o Louco de Gibran Khalil, o texto conta a história de uma homem que teve suas máscaras roubadas.

Qual é a máscara que voce mais usa? Qual é máscara que voce tem como mais preciosa? Por que precisa dela(s)? Conseguiria viver sem? Durante muito tempo eu confeccionei máscaras para me esconder por detrás delas. Creio que desde a infância as contruo. Minhas máscaras são meu escudo, elas sempre me protegeram do mundo lá fora, são minha concha. Não tenho uma exata lembrança de minha primeira máscara, mas…

Ver o post original 480 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.